Cirurgia bariátrica: cuidados para não voltar a engordar

Apesar de possuírem vários ricos e perigos, as cirurgias bariátricas estão se tornando cada vez mais populares no Brasil, e o país já ocupa…

Apesar de possuírem vários ricos e perigos, as cirurgias bariátricas estão se tornando cada vez mais populares no Brasil, e o país já ocupa a segunda posição mundial no ranking desse tipo de intervenção cirúrgica. Apesar de a cirurgia promover uma perda de peso bastante considerável, é necessário tomar alguns cuidados para evitar complicações e ainda garantir a manutenção do resultado final. Saiba mais sobre o assunto e confira dicas de cuidados para não voltar a engordar depois da cirurgia bariátrica.

O Brasil é o segundo colocado no ranking de países que mais fazem cirurgia bariátrica. (Foto: divulgação)

A perda de peso na cirurgia bariátrica

Assim que a pessoa realiza a cirurgia bariátrica, começa perder peso de forma rápida e gradual até 1 ano e meio depois do procedimento. Passado esse período, ocorre uma estabilização de peso e, em alguns casos, é possível ganhar até 10% dos quilos eliminados. Essa situação é comum e deve ser considerada normal.

Entretanto, até 15% de todas as pessoas que passam pela cirurgia bariátrica podem acabar engordando continuamente, até retornarem ao peso que possuíam antes da intervenção cirúrgica. Apesar de ser relativamente frequente, essa condição constitui uma falha no tratamento e pode ser decorrente de vários fatores.

Cuidados para não voltar a engordar

 A maioria dos casos de insucesso da cirurgia bariátrica está relacionada a fatores comportamentais, que podem ser evitados. Os seguintes cuidados devem ser adotados por quem não quer voltar a ganhar peso:

  • Persistência de maus hábitos alimentares

Depois da cirurgia para redução de estômago é esperado que o paciente coma em menor quantidade Entretanto, ao invés de dar preferência aos alimentos mais saudáveis, algumas pessoas podem acabar preferindo os produtos mais calóricos, como sorvetes, chocolates e frituras.

A redução de estômago pode provocar o alcoolismo. (Foto: divulgação)

  • Consumo de bebidas alcoólicas
Leia Também:  Anvisa suspende fabricação e venda de seis cosméticos

A compulsão por comidas pode ser substituída por um aumento no consumo de bebidas alcoólicas. A maior disposição para sair, bastante comum entre os pacientes que perdem peso, também contribui para esse tipo de problema.

  • Falta de exercícios físicos

Praticar regularmente qualquer tipo de exercício é uma maneira eficiente tanto para eliminar peso como também para manter a silhueta esbelta. As atividades físicas devem ser continuamente estimuladas, especialmente os exercícios aeróbicos.

  • Comer bobagens durante o dia

Como a capacidade do estomago está reduzida, alguns pacientes podem começar a fracionar as refeições e comer ao longo do dia inteiro. O problema é que, ao invés de optar por produtos saudáveis como as frutas, acabam dando preferência a guloseimas nada saudáveis e bastante calóricas.

A persistência de maus hábitos alimentares é uma das causas do problema. (Foto: divulgação)

O Brasil é o segundo colocado no ranking mundial de cirurgias bariátricas, e essa prática está se tornando cada vez mais comum, apesar de já haverem novos métodos que prometem substituir esse tipo de procedimento. Infelizmente, até 15% dos pacientes que se submetem a esse procedimento acabam engordando e ganhando o peso de antes da cirurgia. Com algumas medidas é possível assegurar o sucesso do procedimento e prevenir esse tipo de problema.

Top