Cinco hábitos que previnem a enxaqueca

Mais potentes do que as tradicionais dores de cabeça, crises de enxaqueca atormentam aqueles que sofre do problema, já que normalmente impossibilitam o cumprimento…

(Imagem: Foto divulgação)

Mais potentes do que as tradicionais dores de cabeça, crises de enxaqueca atormentam aqueles que sofre do problema, já que normalmente impossibilitam o cumprimento de outros afazeres como trabalhar, cuidar dos filhos e da casa.

Os sintomas não se demonstram da mesma forma em todas as pessoas. Além de diferentes intensidades de dores envolvem: vômitos, náuseas, mudança de humor, ansiedade, depressão, entre outros sintomas.

De acordo com os dados de um estudo, cerca de 15% dos brasileiros sofre dessa enfermidade e, só no Estado de São Paulo o número de residentes chega a 24%. O levantamento foi realizado com aproximadamente 4 mil pessoas em todas as regiões do país.

Confira a seguir algumas dicas para combater as crises e também os sinais que advertem que uma delas está chegando:

Alimentos suspeitos

Certos alimentos são conhecidos por liberar crises de enxaqueca. Entre eles estão sorvete, queijo, chocolate bebidas alcoólicas e outras. Ficar muito tempo sem comer, também está diretamente ligado ao problema. Para saber se algum dos elementos acima citados tem haver com as crises, recomenda-se manter uma tabela alimentar, a qual pode ajudar nas associações.

Mudança de clima

Outro fator associado ao surgimento das crises é a mudança do clima. O sintoma mais tradicional é a sensação de dor de cabeça, acarretada pelo aumento da umidade, elevação da temperatura, etc. Nesses casos, é possível debater tratamentos auxiliares  com o médico e ficar ligado na previsão do tempo.

Exercícios pesados

Mover o corpo está ligado às melhores condições da saúde, porém, malhação excessiva ou movimentos que demandam força podem proporcionar terríveis dores de cabeça. Levantamento de peso e até mesmo o sexo estão entre os responsáveis. Por outro lado, atividades ligadas ao relaxamento são benéficas.

Leia Também:  Corpo – Mapa para a Saúde

Manter o equilíbrio

Alterações severas na produção de hormônios do estresse fazem as veias se contraírem e se dilatarem ligeiramente. Desse modo, elas podem acontecer quando uma pessoa se estressa, mas também quando a mesma se desata das obrigações e começa a relaxar em ocasiões de lazer. Recomenda-se para evitar esse quadro, sempre que possível não usar todas as fichas em somente um período da semana, por exemplo.

Top