Cigarro aumenta chances de depressão

Cigarro aumenta chances de depressão

Você sabia que cigarro aumenta chances de depressão? De acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Birmingham e do Centro…

Por Redacao em 11/04/2015

Você sabia que cigarro aumenta chances de depressão? De acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Birmingham e do Centro para Estudos do Tabaco e Álcool da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, parar de fumar trás diversos benefícios e entre eles a melhor saúde mental. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, em 2030, oito milhões de pessoas morram por ano por conta deste perigoso hábito.

Confira: Cigarro eletrônico é mais cancerígeno que o convencional

Cigarro aumenta chances de depressão - A depressão é uma doença muito séria que trás muitas complicações na vida de quem há tem (Foto: Divulgação)

Cigarro aumenta chances de depressão

Na pesquisa realizada foram analisados os resultados de 26 estudos que avaliaram a saúde mental das pessoas antes e pelo menos seis semanas após a cessação do tabagismo. Elas tinham uma idade média de 44 anos e fumavam cerca de 20 cigarros por dia, sendo que parte do grupo estava sendo tratado para condições clínicas psiquiátricas. Ao medir o estado de saúde mental, ansiedade, depressão, positividade, estresse e qualidade de vida psicológica, os pesquisadores descobriram que cigarro aumenta chances de depressão.

Leia também: Como Parar de Fumar ? Dicas, Tratamentos

O cigarro possui diversos outros malefícios (Foto: Divulgação)

Como fumantes experimentam irritabilidade, ansiedade e depressão quando passam muito tempo sem cigarro – e os sintomas cessam ao fumar – o estudo sugere que as pessoas podem interpretar mal os sintomas de abstinência de nicotina, acreditando que fumar traz benefícios psicológicos.

Dieta anti-fumo cardápio

Agora que você já sabe que o cigarro aumenta chances de depressão, confira uma dieta anti-fumo para ajudar você a parar de fumar. Essa dieta prioriza alimentos que atenuam a vontade de fumar, em detrimento daqueles que “chamam o cigarro”, como bebidas alcoólicas, café, frituras e refrigerantes à base de cola, por exemplo.

Ricos em vitaminas e bioativos capazes de interferir no humor, evitando a ansiedade e a depressão, os alimentos que compõem o cardápio para parar de fumar também desintoxicam o organismo, contribuindo para levar uma vida mais saudável.

Dietas anti fumo são uma ótima medida para parar de fumar naturalmente (Foto: Divulgação)

Café da manhã

  • Vitamina de frutas (um copo de leite desnatado, uma colher de sobremesa de aveia, fruta da sua preferência e adoçante, se necessário, batidos no liquidificador).
  • Uma ou duas fatias de pão integral com uma fatia de queijo minas frescal magro.

Lanche da manhã

  • Um copo de suco antioxidante (ou uma maçã)

Almoço

  • 4 colheres (sopa) de feijão
  • 4 colheres (sopa) de arroz branco
  • 1 prato (sobremesa) de salada (alface, tomate e cebola)
  • 1 colher (sopa) de cenoura refogada em rodelas
  • 1 filé de peixe grelhado
  • 1 banana-maçã média (para a sobremesa)

Lanche da tarde

  • 1 prato (raso) de mingau de aveia (180 ml de leite desnatado e 1 colher de sopa de aveia em flocos)

Leia mais: Alternativas para a mulher parar de fumar

Invista em métodos para parar de fumar (Foto: Divulgação)

Jantar

  • Macarrão ao alho e óleo com brócolis
  • Frango grelhado
  • 1 prato (sobremesa) de salada de tomate com rúcula
  • 1 colher (sopa) de abobrinha

Top