Cientistas conseguem proteger camundongos contra o vírus da AIDS

Biólogos americanos inventaram uma proteção contra o vírus HIV, causador da AIDS, em camundongos. Bastou apenas uma injeção para que o processo mostrasse bons…

Biólogos americanos inventaram uma proteção contra o vírus HIV, causador da AIDS, em camundongos. Bastou apenas uma injeção para que o processo mostrasse bons resultados. O feito foi conquistado graças a uma técnica conhecida como imunoprofilaxia vetorizada (VIP, na sigla em inglês). Os responsáveis pela pesquisa foram os integrantes de uma equipe do Instituto de Tecnologia da Califórnia, que ganhou o prêmio Nobel da Medicina em 1975. O estudo foi publicado no periódico britânico Nature.

Como os camundongos não sofrem com o mal do HIV, foi necessário criar animais modificados, ou seja, que fossem sensíveis ao vírus. Células humanas que são geralmenten infectadas pelo vírus tiveram que ser implementadas no camundongos, para que as mesmas pudessem ser atacadas. O experimento criou uma proteção permanente ao organismo causador da AIDS.

“O VIP tem um efeito semelhante ao de uma vacina, mas sem fazer o sistema imunológico trabalhar”, comentou Alejandro Balazs, um dos autores da pesquisa. O VIP fez com que os camundongos produzissem uma grande quantia de anticorpos, das quais uma quantidade relativamente pequena se mostrou efetiva no combate ao vírus. Com isso é possível acreditar que em breve o estudo possa ser aplicado a humanos e conseguir bons resultados. “Não estamos dizendo que resolvemos o problema em humanos, mas as evidências da prevenção em camundongos são muito claras”, disse David Baltimore, outro autor do estudo.

A próxima etapa se consiste em ensaios clínicos limitados, para que assim seja possível comprovar que aconteça uma produção suficiente de anticorpos em um determinado músculo humano. “Como já sabemos que os anticorpos funcionam as possibilidades de que o método VIP tenha sucesso são realmente elevadas”, disse Balazs. “Se os humanos são como os camundongos, então conseguimos desenvolver uma forma de impedir a transmissão do vírus HIV entre pessoas. O próximo passo é tentar descobrir se o organismo humano se comporta como o dos camundongos nesse aspecto”, completou Baltimore.

Leia Também:  Cinco Qualidades de um Vencedor

Top