Ciência diz que amor correspondido faz bem à saúde

Possuir alguém que te ame do seu lado faz bem à saúde. Seguindo uma pesquisa realizada pela Universidade Médica de Viena, amor correspondido faz…

Possuir alguém que te ame do seu lado faz bem à saúde. Seguindo uma pesquisa realizada pela Universidade Médica de Viena, amor correspondido faz bem para saúde. Abraçar, beijar ou manifestar de outras formas o carinho à uma pessoa que você gosta do fundo da alma ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade, a pressão arterial, além de melhorar a memória. Segundo dados do levantamento, quem abraça um estranho pode ter efeito oposto nessa relação. Além dos benefícios de corresponder os sentimentos positivos, veja a seguir muitos outros motivos que fazem o amor correspondido fazer muito bem:

Leia mais sobre: Como esquecer um amor não correspondido

 

Amor correspondido faz muito bem à saúde (Foto: Divulgação)

Acredite no poder de um abraço em uma relação

Alguns especialistas acham que somente um abraço aumenta o nível de oxitocina, o chamado “hormônio do amor”, que também pode ser associado ao convívio social de qualidade, fazendo muito bem à saúde de quem tem amor correspondido. Desse modo, essa forma de carinho auxilia, também, as pessoas com relação a expressão corporal do amor, pois nem sempre só as palavras são suficientes para demonstrar os sentimentos.

Esteja por perto sempre que necessário

Segundo uma publicação da BBC, quando você fica perto de pessoas amadas, mesmo que sem fazer nada ou dizer algo a pressão arterial sofre grandes alívios, ficando baixa. Justamente por esse motivo que se “ele ou ela” está próximo é comum sentir-se aliviado.

Beije muito para ficar de bem com a vida

Da mesma forma que o abraço o beijo também afeta a produção de oxitocina e cortisol, reduzindo o estresse dos indivíduos, fazendo bem à saúde de quem tem amor correspondido. O movimento do beijo aumenta a produção de saliva, o que ajuda na limpeza dos dentes naturalmente e evita formação de placas. Mas para isso valer, a higiene bucal deve estar em dia (do casal).

Continuar Lendo  Faça um removedor de esmaltes de pote

Confira também: Simpatias para o amor, João Bidu

 

Várias pesquisas apontam os benefícios do amor (Foto: Divulgação)

“Fazer amor” controla o estresse

O sexo libera endorfina, que neutraliza o hormônio do estresse, o cortisol. Quando se ama e tem isso de volta, consideravelmente, há uma chance maior de que as pessoas tenham carícias mais profundas de uma maneira plena. É essa a explicação para a estabilidade emocional associada ao sexo.

Durante a prática sexual o organismo produz grande quantidade de anticorpos no sangue, aumentando a imunidade das pessoas; curando a depressão leve. O “exercício” libera endorfina no organismo dos envolvidos e na corrente sanguínea, produzindo uma sensação de euforia e bem-estar gratificante.

Top