Chuva de meteoros Eta Aquárida promete estrelas cadentes no céu brasileiro

Se você gosta de astronomia ou simplesmente de observar as estrelas, aí vai uma boa oportunidade. Para quem estiver no Brasil, os dias 4…

Se você gosta de astronomia ou simplesmente de observar as estrelas, aí vai uma boa oportunidade. Para quem estiver no Brasil, os dias 4 e 5 de maio prometem uma chuva de meteoros Eta Aquárida para quem tiver coragem e disposição para ficar acordado até bem tarde. Pelo menos é o que promete o site History Channel.

O fenômeno poderá ser melhor visto por quem estiver nos estados do estados do Amazonas, Pará, Amapá e Roraima (Foto: Divulgação)

De acordo com o site o auge do espetáculo das chamadas “estrelas cadentes” acontece na noite deste sábado (4) para o domingo (5), a partir das 3h da manhã e até o horário do amanhecer. A chuva de meteoros Eta Aquárida teve início no dia 21 de abril e deve seguir até o dia 12 de maio, mas é nesse fim de semana que ela promete ser mais especial ao alcançar seu ápice.

Quem estiver no hemisfério sul e de preferência nas regiões próximas do Equador (estados do Amazonas, Amapá, Roraima e Pará ) terá a melhor chance de apreciá-las. A nota do History Channel também oferece como estimativa de que poderão ser vistos cerca de 20 meteoros por hora. E o melhor: sem o uso de equipamentos especiais!

Vale lembrar que, se você quer assistir e aproveitar é preciso procurar o local mais distante possível da poluição e das luzes da cidade que atrapalham a visualização do céu. Também é preciso torcer para que São Pedro colabore e o tempo não esteja nublado.

Como acontece a chuva de meteoros Eta Aquárida?

O fenômeno proporcionado pela Eta Aquárida está diretamente relacionado ao cometa 1P/Halley (mais conhecido simplesmente como “cometa Halley“. Embora passe no sistema solar a cada 76 anos, ele deixa partículas de poeira durante sua trajetória, e é essa poeira que nós vemos aqui da Terra, quando o planeta passa por este rastro. As partículas passam a ser atraídas pela gravidade do planeta e entram em nossa atmosfera, dando início ao fenômeno.

O fenômeno de Eta Aquarida acontece devido a poeira deixada pela passagem do Cometa Halley (Imagem: Divulgação)

A última vez que o cometa Halley foi visto em sua passagem pelo planeta foi em 1985 e ela deve se repetir em 28 de julho de 2061. Já os registros de observação oficiais mais antigos da Eta Aquárida datam do ano de 401. Já o fenômeno leva esse nome pelo fato de que ele tem origem próximo a constelação de Aquário.

Continuar Lendo  Promoção Compra Premiada Ourocard Cielo

Top