Chita na decoração – como usar, dicas

A chita é um tipo de tecido de algodão capaz de transformar os ambientes. Caracterizado pelas estampas florais e cores intensas, o material se…

Por Isabella Moretti em 13/01/2012

A chita é um tecido versátil e barato capaz de desempenhar diversos papéis na decoração

A chita é um tipo de tecido de algodão capaz de transformar os ambientes. Caracterizado pelas estampas florais e cores intensas, o material se revela um verdadeiro indicador de alegria e originalidade dentro da decoração.

Houve um tempo em que a chita foi associada ao cafona, mas aos poucos ela está sendo retomada como um elemento de estilo. Já é possível encontrar o tecido estampado em almofadas, sofás, paredes e móveis.

Apesar de ter origem indiana, a chita pode ser considerada um produto com a cara do Brasil. A padronagem florida e multicolorida e exalta a ideia de tropical. Antes de se popularizar no território brasileiro, o tecido era chamado de chintz e ganhou um significativo espaço na Europa. O sucesso da chita foi tanto, que os franceses tentaram desenvolver uma estampa parecida, que resultou no provençal toile de Jouy.

Como usar chita na decoração?

O tecido florido deve ser usado com moderação para não sobrecarregar os ambientes residenciais. As cores primárias e secundárias caracterizam a chita, mesclando os tons vivos de maneira bem singular e dando origem a flores que variam quanto ao tamanho. Como existem muitas padronagens de chita, todo cuidado é pouco para manter a decoração equilibrada.

A chita pode ser usada para confeccionar acessórios ou revestimento de móveis

A versatilidade é uma das principais características do tecido, tornando-o curinga para várias composições diferentes. Por exemplo, a chita pode contribuir com o visual de uma festa alegre e cultural, mas também aparece nas almofadas da sala de estar.

Recentemente, a chita assumiu a função de revestir móveis, deixando as peças  personalizadas e modernas. O novo tipo de acabamento foi criado com a intenção de quebrar a monotonia do branco e deixar a decoração mais descontraída.

Aqueles que desejam inovar o visual das paredes também podem contar com a chita. O material é um tipo de tecido perfeito para o revestimento vertical e promete deixar um canto da casa mais alegre.

Cuidados ao usar chita

Acrescente a chita na decoração de forma sútil

1. A chita é um tecido bem rigoroso para fazer combinações, ou seja, não permite que outras padronagens se sobressaiam. Por isso é importante tomar cuidado com a mistura de estampas em um determinado ambiente para não causar um efeito desequilibrado. A chita não deve dividir seu espaço com o xadrez, por exemplo.

2. Para que a decoração não acabe caindo no cafona, valorize o efeito de contraste na hora de decorar. Quando as cores neutras predominam num determinado espaço, fica mais fácil fazer as combinações usando a padronagem florida. Desta forma, a chita se apresenta como um detalhe e não desvia o equilíbrio da decoração.

Aproveite as dicas e tome os devidos cuidados para aderir a chita como elemento de decoração.

Top