China lança nave sem tripulação

Foi lançada pela China, com êxito, nesta terça-feira (01), uma nave espacial não tripulada que tem como objetivo dar mais um passo no processo…

Foi lançada pela China, com êxito, nesta terça-feira (01), uma nave espacial não tripulada que tem como objetivo dar mais um passo no processo de construção da estação permanente chinesa, prevista para ficar pronta em 2020. A nave Shenzhou – 8 ficará acoplada a uma estação de testes em órbita.

Seu lançamento aconteceu na base de Jiuquan, no deserto de Gobi, às 5h58 (19h58 de segunda-feira de Brasília). A Shenzhou-8 se acoplará ao módulo de testes Tiangong-1, que foi lançado no dia 29 de setembro.

O programa serve para aperfeiçoamento da tecnologia de acoplamento, ou seja, trabalhar a habilidade de que os dois projetos se conectem de forma bem-sucedida, sem que haja destruição mútua. Com o sucesso os chineses já saberão como deve ser a tecnologia crucial para que a construção da estação permanente, que poderá abrigar astronautas por meses.

Com o projeto espacial a China deseja atingir o mesmo nível das ações das gigantes nações Estados Unidos e Rússia. Aos poucos o país consegue mudar a história marcada pela pobreza e alcançar cada vez mais um futuro com sucesso.

“Enquanto estivermos decididos a nos elevar no mundo, deveremos correr riscos. Do contrário, a China será uma nação com prosperidade, mas subordinada a outros poderes”, afirmou o jornal chinês Global Times, levantando a questão de que as tecnologias não pareciam estar claras, mas que o país “não tinha mais outra opção” se não continuar com o programa e assumir riscos.

Top