Chás para dor de cabeça que gestantes podem tomar

A gravidez é um período em que geralmente ocorrer várias restrições alimentares, com o objeto de evitar complicações e garantir mais saúde para o…

A gravidez é um período em que geralmente ocorrer várias restrições alimentares, com o objeto de evitar complicações e garantir mais saúde para o feto em formação. O que muitas mulheres não sabem é que os chás, uma das primeiras opções de tratamento alternativo para várias enfermidades e aparentemente muito inocentes, podem oferecer riscos á saúde da gestante e de seu bebê. Acabe com algumas dúvidas sobre o assunto e conheça oschás para dor de cabeça que gestantes podem tomar.

A dor de cabeça é um problema frequente entre as gestantes. (Foto: divulgação)

Os perigos de algumas ervas

Muitas pessoas acabam acreditando que todos os produtos naturais não fazem mal. Esse é um grande equívoco que pode colocar a vida do bebê em risco. Especialistas no assunto atentam para o fato de que vários venenos são extraídos de plantas, e consumir uma erva desconhecida pode ser extremamente perigoso. Existem plantas que, se utilizadas por grávidas, são capazes de provocar efeitos como alergias, tonturas e até abortos.

Plantas contraindicadas para gestantes

A maioria dos chás pode ser consumida por grávidas, que se beneficiam com o efeito reconfortante da bebida. Entretanto, é preciso ficar atenta a algumas versões que podem ter efeitos indesejados, como é o caso do chá de canela. Essa bebida é capaz de provocar uma constrição dos vasos sanguíneos e contração da musculatura uterina. Outros exemplos de plantas que não devem ser usadas para fazer chás para gestantes são:

  • Rosa;
  • Erva-de-bicho;
  • Buchinha do norte;
  • Confrei;
  • Chás-pretos;
  • Chá-verde;
  • Chá-branco;
  • Chá-mate.

Nem todos os chás podem ser consumidos por mulheres grávidas. (Foto: divulgação)

Chás para dor de cabeça em gestantes

Outros tipos de chás podem ser consumidos sem medo, e são até mesmo indicados no combate de problemas como a dor de cabeça, bastante comum entre as grávidas. Dentre as plantas que não oferecem risco à saúde dos bebês ou da mulher grávida, e ajudam a promover um relaxamento da musculatura e diminuição do estresse, combatendo a cefaleia, é possível destacar:

  • Hortelã;
  • Camomila;
  • Erva-doce;
  • Erva-cidreira;
  • Alfazema.
Leia Também:  Cidades brasileiras com planetários

O ideal é que esses chás sejam consumidos bem fraquinho, especialmente durante os primeiros meses de gravidez. Para evitar enjoos e vômitos, é melhor tentar beber o chá em temperatura ambiente, especialmente durante o primeiro trimestre da gestação. Uma dica importantíssima é preparar o chá na hora em que for consumir a bebida, que pode ser diluída e ter a temperatura reduzida com o acréscimo de um pouquinho de água fria.

O acompanhamento médico é fundamental para esclarecer dúvidas. (Foto: divulgação)

Os chás são excelentes no tratamento alternativo para uma ampla variedade de problemas de saúde, como as dores de cabeça. As mulheres grávidas podem fazer uso dessa bebida, desde que sejam tomados alguns cuidados para evitar problemas e assegurar a saúde do bebê.

Top