Casamento: Como não Cair na Rotina

Quando pensamos em casamento, uma das primeiras preocupações que temos é justamente a respeito da rotina. Dentre todas as surpresas possíveis e imagináveis e…

Quando pensamos em casamento, uma das primeiras preocupações que temos é justamente a respeito da rotina. Dentre todas as surpresas possíveis e imagináveis e todos os assuntos relacionados à vida do casal, todos os conselhos que não digam respeito a filhos ou a finanças tem a ver com uma ode contra a mesmice. E claro, não é exatamente um exagero: entre todas as culpas para problemas como infidelidade ou uma eventual separação, a rotina é a justificativa mais usada.

Claro, a rotina é inevitável. Viver com outra pessoa pressupõe que haja um cotidiano, mas obviamente deve haver um equilíbrio entre aquilo que o cotidiano pode se encarregar em torna-la tediosa. Diante disso há várias sugestões espalhadas em revistas femininas, sites e blogs para resgatar aquele clima de romance que foi o bastante para o envolvimento chegar a uma união tão séria quanto o casamento. Confira algumas delas:

Resgatar o prazer na relação: O romantismo e o cuidado com o relacionamento fica em segundo plano, afinal há despesas para pagar, tarefas domésticas para fazer e pelo que parece, também não há mais nada a se descobrir, portanto é preciso resgatar aquilo que os uniu. E para a psicóloga clínica Carmen Cerqueira César, entrevistada para a matéria, isso começa justamente pelas pequenas coisas supostamente banais como ouvir música juntos, jantar fora, dar um beijinho no parceiro antes do trabalho e após chegar em casa. Já para outro citado na entrevista, o psicoterapeuta Gary Direnfeld, o conselho a ser dado é “continuem a se divertir um com o outro”.

Resgate a cumplicidade: Também é importante elevar a autoestima do parceiro. Lembre-se da razão pela qual você sentiu-se atraída por ele e valorize, mostre reconhecimento principalmente quando ele se esforçar para agradar. E claro, como a gentileza é algo recíproco logo ele provavelmente se sentira a vontade e retribuirá. Cuidar faz parte de qualquer relacionamento.

Resgate os pequenos gestos: Normalmente a rotina faz com que certos gestos comuns do tempo de namoro acabem escasseando devido ao casamento: abraços, cafuné, aconchego, massagem no ombro e isso faz falta. A psicóloga clínica Sue Jonhson afirma que “o amor nada mais é do que a busca contínua por uma conexão segura com alguém”, portanto…

Inove e resgate a sedução: A sugestão é reservar um tempo para o romance e também para a diversão a dois e isso inclui também permitir a individualidade. Ou seja, não ficar implicando quando seu parceiro ou parceira quiser sair e bater um papo com os amigos.

Viu só como não é tão difícil assim? Não é mesmo, porém para que isso aconteça deve haver a colaboração de ambos. Não espere que todos os gestos de romance partam da outra pessoa. Casamento é um jogo para dois e você também tem responsabilidades em fazer isso dar certo.


Top