Casais brasileiros estão se separando mais

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) realizou um estudo para identificar o panorama dos casais brasileiros. De acordo com os novos dados…

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) realizou um estudo para identificar o panorama dos casais brasileiros. De acordo com os novos dados do Censo 2010, que foram interpretados recentemente e divulgados na última quarta-feira (17), os casais brasileiros estão se separando mais.

Nos últimos anos, o número de separações aumentou consideravelmente. (Foto:Divulgação

Casais estão se separando com mais frequência

Em comparação com o censo de 2000, o número de dissoluções de relações conjugais aumentou 20%. Desta forma, o divórcio passou a ser uma realidade de 15% da população adulta no Brasil.

A quantidade de separações é ainda maior no estado do Rio de Janeiro, que contabilizou 17,5% de pessoas separadas entre os seus habitantes. O IBGE constatou ainda que, desde 1984, o número de processos de divórcio cresceu, considerando os casais com filhos e sem filhos.

Outros dados estatísticos, divulgados ano passado, mostraram que a taxa de divórcio corresponde 1,8 para cada 1.000 pessoas de 20 anos ou mais. Em relação ao ano de 2009, o crescimento foi de 36,8%.

Saiba mais: Pessoas mais velhas lidam melhor com o divórcio, diz estudo

A pesquisa também identificou que as mulheres são as que mais tomam a iniciativa do divórcio. (Foto:Divulgação)

Ainda de acordo com o censo, as mulheres estão entrando com pedido de divórcio com mais frequência do que os homens. Em 2010, 56.126 casais se separaram, sendo 18.849 dos casos não consensuais. Em 13.297 divórcios, a iniciativa partiu da mulher, enquanto outras 5.552 separações foram solicitadas por homens.

O IBGE também registrou um expressivo crescimento das separações entre os casais sem filhos. Em 10 anos, o índice subiu de 30% para 40,3%. No caso dos casais com filhos, a guarda compartilhada tem se tornado cada vez mais frequente, passando de 2,7% para 5,5%.

Leia Também:  Pneus usados na decoração: dicas, fotos

Se por um lado os casais brasileiros estão se separando mais, por outro eles estão acatando a ideia de ‘juntar os trapos’ com mais frequência, ou seja, moram juntos sem oficializar a união através de casamento na igreja ou civil. A chamada união consensual é uma realidade para 36,4% dos brasileiros, enquanto este mesmo dado em 2000 era de 28,6%.

Veja também: Como falar com os filhos sobre a separação

Por que aumentou a incidência de divórcios?

Hoje, mexer com a papelada da separação está muito mais fácil. (Foto:Divulgação)

Antigamente, os casais suportavam a infelicidade conjugal para não colocar ponto final no casamento, pois a separação era mal vista pela sociedade e a sua oficialização extremamente burocrática. Entretanto, esta realidade mudou.

Hoje, as pessoas não sentem medo do fim da união e também contam com mais facilidade para entrar com um pedido de divórcio. Antes, era preciso esperar dois anos para oficializar judicialmente, mas em 2010 a solicitação de divórcio foi autorizada para o dia seguinte à separação.

Top