Carro: Qual a Diferença entre o Óleo Mineral Semi-Sintético e Sintético?

Para saber as diferenças que existem entre os óleos, é preciso saber também a sua função, que é a de lubrificar o motor, e…

Para saber as diferenças que existem entre os óleos, é preciso saber também a sua função, que é a de lubrificar o motor, e evitar o contato entre as superfícies metálicas e refrigerar, independentemente de ser mineral ou sintético.

Assim, sabe-se que a diferença está no processo de obtenção dos óleos básicos. Os óleos minerais são obtidos da separação de componentes do petróleo, sendo uma mistura de vários compostos. Os óleos sintéticos são obtidos por reação química, havendo assim maior controle em sua fabricação, permitindo a obtenção de vários tipos de cadeia molecular, com diferenças características físico-químicas e por isso são produtos mais puros.

Já os óleos semi-sintéticos ou de base sintética, é feito com mistura em proporções variáveis de básicos minerais e sintéticos, para ter a disposição as melhores propriedades de cada tipo, associando a otimização de custo, uma vez que as matérias-primas sintéticas possuem custo muito elevado.

No entanto, não é recomendado misturar óleos minerais com sintéticos, principalmente de marcas diferentes, porque possuem propriedades químicas diferentes e a mistura pode comprometer o desempenho de sua aditivação, podendo gerar depósitos. Além disso, não é economicamente vantajoso, já que o óleo sintético é muito mais caro que o mineral e a mistura dos dois equivalem praticamente ao óleo mineral, o que seria um desperdício.

Dessa forma, procure efetuar a trocar do filtro de óleo junto com a primeira carga de sintético e trocar esta carga no período normal de troca do veículo em função da sua utilização.

Essa será a melhor maneira de manter seu carro com bom funcionamento.

Top