Cão estressado: sintomas, como tratar

Às vezes, ante a nossa tão conturbada rotina e desgastantes tarefas que temos de desempenhar, é inevitável não ficarmos estressados e ainda doentes devido…

Às vezes, ante a nossa tão conturbada rotina e desgastantes tarefas que temos de desempenhar, é inevitável não ficarmos estressados e ainda doentes devido a este fato. Por incrível que pareça, o malefício do stress não é apenas um problema que atinge os seres humanos, de modo que atualmente, vem também tomando conta do reino animal.

Leia a matéria: Como aliviar o estresse?

Saiba quando o seu companheirinho está estressado e como tratá-lo da melhor maneira (Foto: Divulgação)

Como vivemos na “era da ansiedade” o clima de nossa casa interferirá direta ou indiretamente no comportamento do nosso pet, fazendo-o adotar os mesmos padrões de comportamento que nós e até mesmo, as mesmas doenças. Por isso, e para evitar que o seu bichinho sofra, conheça os sintomas de um cão estressado e a melhor forma sobre como tratá-lo:

Sintomas de um cão estressado

Tal como os seres humanos, nossos amigos também demonstram possíveis sintomas de stress. Isto é, um cachorro tranquilo pode de repente ficar mais agitado ou ainda, um cão mais agitado pode começar a se portar de forma preguiçosa e com frequentes bocejos.

O temperamento do cão muda para um outro extremo quando ele está estressado (Foto: Divulgação)

Os sintomas de estresse em cães também incluem uma musculatura tensa, olhos arregalados e com as veias saltadas, ou ainda, um corpo muito largado, de modo que o animal pode ficar horas dormindo, perdendo o seu apetite e o contato com os humanos e outros animais. Alguns cães também podem latir e uivar, demonstrando que algo não está bem com eles, portanto, é muito importante prestar atenção dos detalhes pequenos, a fim de averiguar se o seu bichinho não está passando por alguma alteração emocional.

Leia Também:  Erros cometidos na limpeza de rosto

Como tratar o estresse canino

Para resolver o problema do stress canino, é fundamental entender as suas causas, para então trabalhar sobre elas. Cães podem ser acometidos por este malefício tanto pela presença de alguma doença como também pela ocasião de mudança de casa, ou ainda por você ter adotado um comportamento diferente com o seu melhor amigo.

Por isso, o primeiro passo é acalmar o ambiente de sua casa, trocando aos poucos o que você está acostumado a ouvir e assistir por programas e músicas mais tranquilas. Isto é, em um documentário sobre violência, os impactos visuais e sonoros são fortes, assim como escutar rock n’roll e músicas pesadas também ocasionam estress nos animais. Também enriqueça a rotina levando o cão para passear mais vezes, dando atenção e carino e avalie se ele se encontra mais alegre.

Leve o cão mais vezes para passear (Foto: Divulgação)

Caso o procedimento não tenha resolvido o problema, para tratar o estresse canino agora é necessário recorrer a um veterinário a fim de fazer um exame de sangue e averiguar qual é o nível de cortisol (o hormônio do estresse) presente no organismo do animal. Muitas vezes o caso pode estar relacionado à uma patologia, portanto corra o quanto antes com o seu melhor amiguinho.

Veja também: Vômitos em cães – o que fazer.

Top