Câncer de próstata – saiba o que é e como prevenir

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino que produz e ajuda a armazenar parte do sêmen. Está localizada na pelve, abaixo da…

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino que produz e ajuda a armazenar parte do sêmen. Está localizada na pelve, abaixo da bexiga e na frente do reto. Devido a sua localização, as doenças da próstata podem ocasionar alterações urinárias, ejaculatórias e até mesmo de evacuação.

O câncer de próstata é o tumor mais comum em homens acima dos 50 anos. Pode ser diagnosticado por exame clínico (exame de toque) juntamente com de sangue – teste de PSA (antígeno prostático específico). Porém o exame de maior valor é o clínico. Durante a avaliação, caso ocorra alguma alteração, o médico urologista irá solicitar exames mais específicos como, por exemplo, uma biópsia.

O exame de toque deve ser realizado todo ano pelos homens acima dos 50 anos, porém se houver histórico familiar positivo para esse tipo de tumor, a realização do exame deve ser feita precocemente, a partir dos 45 anos.

Devido ao medo e preconceito da realização do exame clínico, muitos homens deixam de realizar consultas rotineiras, o que atrasa, em muitos casos, o diagnóstico. Assim, quando descoberto, o câncer muitas vezes já está em estágio avançado. Por isso, é importante que os homens percam esse preconceito com o exame de próstata e o realizem anualmente, cuidando de sua saúde.

Quais são as principais manifestações?

Esse tipo de câncer, quando precoce não manifesta sintomas, porém com a sua evolução o indivíduo portador pode apresentar alterações miccionais tais como:

  1. Aumentam as idas ao banheiro durante o dia;
  2. Levantam mais vezes para urinar durante a noite;
  3. Dificuldade em iniciar e manter o jato urinário;
  4. Ato miccional doloroso;
  5. Eventualmente, pode aparecer sangue na urina;

Como posso prevenir?

  1. A realização de atividade sexual semanalmente ajuda a prevenir;
  2. Tomar café também pode ajudar na prevenção;
  3. Comer tomate, devido a uma substância protetora que há na fruta;
  4. Consumir peixes;
  5. Evitar frituras;
  6. Ingerir verduras e legumes cotidianamente;
  7. Praticar exercícios físicos;

Uma pesquisa desenvolvida pela USP mostrou que 75% submetidos à cirurgia, foram curados. Apesar do grande índice de sucesso, não podemos deixar de ficar alertas quanto a esta doença que apesar de parecer benigna pode apresentar desfechos terríveis e fatais.

Portanto, oriente os homens de sua família quanto à realização rotineira dos exames, em especial o de toque. É um exame desconfortável, mas não doloroso e que pode salvar uma vida!

Top