Câncer de mama: formas de identificar

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo, sendo o mais comum entre as mulheres. Quando diagnosticado e tratado precocemente,…

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo, sendo o mais comum entre as mulheres. Quando diagnosticado e tratado precocemente, o prognóstico é relativamente bom. Saiba mais sobre o câncer de mama e as principais formas de identificar essa doença.

O câncer de mama é um das principais causas de morte entre as mulheres acima de 40 anos. (Foto: divulgação)

Câncer de mama

É o segundo tipo de câncer mais frequente na mulher brasileira, porém acomete também os homens. Esse câncer consiste no desenvolvimento anormal de células da mama, que se multiplicam várias vezes até formarem um tumor maligno.

No Brasil, o número de mortes por câncer de mama ainda é muito alto. Uma possível explicação para esses óbitos é o diagnóstico da doença em estágios avançados. Para a população mundial, a estimativa de vida após 5 anos é de 61%.

O câncer de mama é mais comum acima dos 35 anos de idade, onde cresce de forma rápida e progressiva. Durante as décadas de 60 e 70, houve um registro de aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas pela idade nos registros de câncer populacional (dados Organização Mundial da Saúde-OMS).

Veja também alimentos que combatem o câncer de mama 

Sintomas do câncer de mama

  • Aparecimento de nódulo (caroço) no seio, acompanhado de dor ou não;
  • A pele da mama pode ficar semelhante a uma casca de laranja;
  • Podem surgir pequenos nódulos embaixo do braço;
  • É importante saber que nem todo nódulo é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde;
  • Pode ser assintomática e não apresentar nódulos palpáveis.

    O exame clínico das mamas pode identificar precocemente o câncer de mama. (Foto: divulgação)

Formas de identificar o câncer de mama

1. Todas as mulheres acima de 40 anos devem procurar um médico ou posto de saúde para realização do exame clínico das mamas. Além disso, as mulheres com idade entre 50 e 69 anos devem fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos.

Leia Também:  Segundo estudo mais da metade dos casos de câncer podem ser evitados

2. O exame clínico das mamas é feito pelo médico ou enfermeiro capacitado para isso. Na realização desse exame, poderão ser identificadas alterações na mama. Caso seja necessário, será solicitado um exame mais detalhado como a ultrassonografia ou mamografia.

3. A mamografia é um exame de raio X da mama que permite descobrir tumores bem pequenos.

4. O auto-exame das mamas feito pela mulher auxilia no conhecimento do próprio corpo, porém esse exame não substitui o exame clínico realizado pelo profissional. Caso a mulher observe alguma alteração, deve procurar o serviço de saúde para uma avaliação mais detalhada.

A mamografia é um dos principais exames para diagnóstico de câncer de mama. (Foto divulgação)

Veja também quais os riscos do câncer de mama 

O câncer de mama acomete principalmente as mulheres acima dos 40 anos de idade. Porém, ele pode atingir também mulheres em idade fértil, por isso é muito importante a consulta ginecológica e realização do exame clínico das mamas em todas as idades. Para identificar o câncer de mama o exame mais solicitado é a mamografia, que permite identificação precoce do tumor. Não deixe de realizar as consultas periodicamente, dessa forma você previne o câncer de mama.

Top