Cães e gatos diabéticos: o que fazer

Se você acredita que a diabetes é uma doença comum apenas entre seres humanos, aí vem o grande equívoco: nos dias atuais ela ataca…

Se você acredita que a diabetes é uma doença comum apenas entre seres humanos, aí vem o grande equívoco: nos dias atuais ela ataca não somente as pessoas, como também está se tornando frequente entre cães, gatos e diversos outros animais.

Saiba o que fazer caso seu cão ou gato se encontre com esta doença

A causa é única para todos e está intimamente relacionada com a alimentação e o stress. Desta maneira, saiba mais sobre o que é a diabetes e quais providências tomar caso seu cão ou gato seja acometido por este malefício:

Como ocorre

Todo alimento consumido é eventualmente convertido em glicose, componente responsável pelo fornecimento de energia ao organismo. No entanto, para que as células absorvam toda a  glicose obtida, uma substância chamada insulina, produzida pelo pâncreas é extremamente necessária.

A diabetes ocorre pela baixa produção ou ausência de insulina no organismo

A diabetes é uma doença autoimune e ocorre quando o sistema imunológico acaba se “defendendo” de si mesmo. Desta maneira, ele age de forma contrária às suas funções e elimina as células produtoras da própria insulina. Assim, o organismo acaba produzindo essa substância em baixas quantidades ou até mesmo não a produz.

Sintomas

Quando os cães e gatos sofrem por este malefício, alguns sintomas são evidentes: o primeiro deles, no entanto é a grande quantidade de urina produzida, que faz com que o volume de água no organismo diminua. Assim, o animal precisará de hidratar e começará a beber muito mais água do que o habitual.

Quando um animal sofre com diabetes ele passa a tomar mais água do que o habitual

Como as células não são capazes de absorver a energia dos alimentos devido à falta da insulina, o bichinho de estimação se sentirá fraco e precisará comer cada vez mais. Mesmo assim, passará a emagrecer muito, tornando-se aparente a sua perda de peso.

Ao perceber estes sintomas, leve o seu cão ou gato imediatamente no veterinário a fim de diagnosticar a taxa de açúcar presente no sangue.

O que fazer com cães e gatos diabéticos

Uma vez diagnosticado que seu cão ou gato é diabético, um tratamento rígido deve ser iniciado.

Leve seu animal imediatamente no veterinário após perceber os sintomas

Aos portadores da diabetes do tipo I, um kit com injeções diárias de insulina e agentes controladores da produção de glicose no organismo será receitado, acompanhando uma alimentação equilibrada e associada aos melhores hábitos de vida.

Já os animais que sofrem com a diabetes do tipo II – que é o mais comum entre cães e gatos, obterão um tratamento baseado na perda de peso, dietas controladas e medicações por via oral, que também devem ser acompanhadas de exercícios físicos e melhores condições vitais.

Dica importante

Como a diabetes é originada por uma disfunção no organismo, a melhor maneira de saber o que fazer com cães e gatos diabéticos é prevenir a doença e seu agravamento. Portanto, evite deixar o seu animal estressado e ceder a ele guloseimas em excesso – lembre-se que os hábitos de saúde, acompanhados de refeições nos horários certos, exercícios, caminhadas, etc., contribuirão de forma significativa para uma vida prolongada e feliz.

Leia também:

Diabetes em cães: como tratar

Dicas de dietas para diabéticos

Café descafeinado combate à diabete de tipo II

Top