Cadeiras de papinha para bebês: como escolher

Cadeiras de papinha para bebês: como escolher

A cadeirinha de alimentação para bebês é um ótimo investimento. É importante que ela seja adquirida logo no sexto mês de vida do bebê,…

Por Editorial MDT em 15/07/2013

A cadeirinha de alimentação para bebês é um ótimo investimento. É importante que ela seja adquirida logo no sexto mês de vida do bebê, dessa maneira será mais bem aproveitada e ele se acostumará a comer desde cedo na cadeirinha. Saiba mais sobre o assunto e veja como escolher cadeiras de refeições para bebês.

As cadeiras de papinha devem oferecer conforto ao bebê. (Foto: divulgação)

Cadeira de papinha para bebês

A refeição em família é uma prática que é deixada de lado devido a correria dos dias atuais. Esse hábito deve ser incentivado desde a infância, já que os momentos de descontração em volta da mesa unem mais a família. Mesmo que todos não possam estar presentes às refeições, estimule a participação de quem estiver em casa.

Os bebês estão em constante aprendizagem e observa os adultos durante a alimentação, podendo facilitar na aceitação de alguns alimentos rejeitados. Aos poucos, o pequeno percebe que aquele momento é importante e a comida deixa de ser mais uma brincadeira.

Para que a criança participe das refeições em família e que a mãe possa se alimentar com um pouco de tranquilidade o ideal é dispor uma cadeira de papinha. Assim, o bebê se integra no dia a dia familiar e desenvolve hábitos alimentares semelhantes aos dos pais e logo começa a comer sozinho.

As cadeiras de papinha devem ser escolhidas corretamente. (Foto: divulgação)

Como escolher a cadeira de papinha para bebês

1. Praticidade: a cadeira deve ser fácil de montar e desmontar. Atualmente existem vários modelos com sistema de abrir e fechar. Mesmo que tenha espaço em sua casa para deixar aberta, a praticidade de fechar pode ser útil na arrumação da casa e também para o transporte.

2. Segurança: assim como os carrinhos de bebê, as cadeiras de refeição devem conter cinto de segurança para prevenir quedas. Esses cintos podem conter de três a cinco pontas. Os de três pontas prendem o bebê pela cintura. Esses limitam os movimentos da criança, enquanto o cinto de três pontas dá mais liberdade ao pequeno.

3. Higiene: não se engane dificilmente alguém conseguirá alimentar o pequeno sem deixar sujeira. É necessário avaliar o tipo de estofado de cada modelo. Os revestimentos em plástico são mais fáceis de limpar e algumas cadeiras permitem a remoção do cinto e da bandeja para lavagem.

4. Tamanho: a altura das cadeiras de refeição pode variar de acordo com o fabricante. Ao comprar o produto, deve-se optar por aquele que tenha em mente as mesmas dimensões da mesa que tem em casa ou o menos próximo da superfície do móvel.

5. Conforto:quanto mais aconchegante for melhor. Os modelos podem variam de assentos, estofados com espuma e acolchoados até nas laterais. Outro item importante para maior comodidade do bebê durante a refeição é o apoio dos pés que evita que as pernas fiquem balançando.

Vários modelos de cadeira de papinha podem ser encontrados. (Foto: divulgação)

As cadeirinhas de bebê podem ser encontradas em vários preços e modelos diferentes. É preciso ter cuidados na hora de escolher o modelo que ofereça maior segurança para a criança.

Top