Brincadeiras com bebês: dicas

Até o bebê completar um ano de idade, ele é totalmente dependente, necessitando de cuidados especiais dos pais. No entanto, alguns casais, em especial…

Até o bebê completar um ano de idade, ele é totalmente dependente, necessitando de cuidados especiais dos pais. No entanto, alguns casais, em especial os de “primeira viagem”, sentem-se inseguros quando o assunto é cuidar do pimpolho. Devido a isso, tanto os pais, quanto as mães acabam perdendo grandes oportunidades de criarem vínculos com seus filhos. Para conseguir uma reaproximação eficiente e duradoura com o pequeno, basta realizar algumas brincadeiras com ele. Tendo isso em vista, separamos algumas dicas de brincadeiras para fazer com os bebês.

Saiba como fazer um quarto para brincadeiras.

Conheça algumas dicas de brincadeiras com os bebês. (Foto divulgação)

A diversão é essencial para um bebê saudável

Segundo especialistas no assunto, a diversão é um dos elementos essenciais para que o bebê cresça com saúde Além disso, é um meio essencial para que a criança tenha uma formação emotiva ideal e coerente. Isso porque o cérebro do ser humano está em constante busca de estímulos para realizar um desenvolvimento adequado e sadio.

Atingindo o alto potencial de desenvolvimento

Como foi visto anteriormente, as brincadeiras realizadas ainda na primeira infância, auxiliam no desenvolvimento de uma criança saudável e responsiva a estímulos. Além disso, as brincadeiras entre os pais e os filhos ajudam os bebês a atingir o potencial máximo de desenvolvimento motor, cognitivos, criativo e, em especial, o afetivo, colaborando com a formação ideal da criança.

A diversão auxilia em um melhor desenvolvimento da criança. (Foto: divulgação)

Saiba qual a época ideal para iniciar os estímulos

É fato que as brincadeiras infantis auxiliam no desenvolvimento da criança em formação. Apesar disso, muitos pais possuem receio em brincar com os bebês, ou mesmo não sabem qual a época ideal para as brincadeiras serem iniciadas. Segundo especialistas, os estímulos devem começar o mais cedo possível. No início, eles podem optar por brincadeiras que envolvam sons, trocas de carícias, sorrisos, canções e até mesmo, brincar de esconde-esconde. Durante as brincadeiras, a melhor forma de saber se a criança está gostando é avaliar o grau de felicidade do pimpolho.

Leia Também:  Como facilitar a limpeza da casa

Conheça alguns exemplos de brincadeiras

Em geral, os bebês respondem de forma positiva à estimulação de sentidos como o tato, a visão e a audição. Assim, opte por brincadeiras que aguçam esses sentidos nos pimpolhos. Por outro lado, as crianças mais velhas (em torno de 9 meses a 1 ano de idade) preferem brincadeiras mais ousadas como por exemplo, serem levantadas no ar ou brincar de “cavalinho”.

Os bebês adoram brincadeiras que aguçam os sentidos do tato, audição e visão. (Foto: divulgação)

Os bebês necessitam de estímulos para crescerem saudáveis e com desenvolvimento adequado. Para que isso seja alcançado, é essencial que os pais realizem brincadeiras com os bebês. Após conhecer algumas dicas de estímulos, basta coloca-las em prática e colher os frutos de ter uma maior afinidade com o pimpolho.

Conheça algumas brincadeiras que podem ser feitas ao ar livre.

Top