Brasil tem quarta-feira perfeita em Guadalajara e conquista mais quatro ouros

Três das maiores alegrias do Brasil na quarta-feira de competições pelos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara vieram no Estádio Telmex de Atletismo. Uma das grandes…

Por Redacao em 27/10/2011

Maurren Maggi confirma o favoritismo e é ouro no salto em distância em Guadalajara

Três das maiores alegrias do Brasil na quarta-feira de competições pelos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara vieram no Estádio Telmex de Atletismo.

Uma das grandes esperanças do atletismo feminino para colocar o Brasil no lugar mais alto do pódio, a atleta Maurren Maggi não decepcionou. No salto em distância, Maurren se sagrou tricampeã pan-americana ao atingir sua melhor marca no ano, os 6m94. Para assegurar o ouro, a brasileira teve de superar a norte-americana Yuanice Shameka Marshal, que ficou em segundo, com 6m73, e a colombiana Catherine Ibarguen, medalha de bronze com a marca de 6m63.

As mulheres do atletismo verde e amarelo continuaram dando show no 12º dia de disputas dos Jogos. No heptatlo, a brasileira Lucimara Silvestre teve um desempenho espetacular nas sete provas da competição (100m, salto em altura, arremesso do peso, 200m, salto em altura, lançamento de dardo e 800m) e conquistou mais um ouro para o Brasil. Na somatória dos pontos, Lucimara obteve 6.133, contra 5.710 da cubana Yasmiany Pedroso, medalha de prata, e 5.644 da dominicana Francia Pedroso, bronze.

O atletismo brasileiro masculino não deixou por menos e também obteve uma vitória épica no Pan de Guadalajara. De maneira emocionante, o policial militar e corredor Leandro Prates faturou a medalha de ouro na prova dos 1.500m ao chegar apenas um centésimo de segundo na frente do equatoriano Byron Efren Piedra: 3m53s44, contra 3m53s45 do adversário. No terceiro lugar ficou o venezuelano Eduar Villanueva, com o tempo de 3m54s06.

Diante da minúscula diferença no tempo dos dois primeiros colocados, Leandro revelou ao site do COB que ficou apreensivo ao término da prova. “Fiquei na dúvida se havia vencido. Antigamente, ficava preocupado com o adversário quando estava chegando na reta final. Desta vez, me preocupei apenas em correr. Só percebi o equatoriano quando já estava em cima da linha de chegada”, relatou ele.

Judô brasileiro no alto do pódio!

Não tem para ninguém! Luciano Corrêa é campeão pan-americano da categoria meio-pesado

A quarta-feira em Guadalajara foi especial para o judô brasileiro, que faturou seu primeiro ouro em terras mexicanas. A vitória veio através de Luciano Corrêa, que derrotou na final o cubano Oreydi Despaigne na morte súbita e se tornou campeão da categoria meio-pesado (até 100kg).

A conquista no Pan deste ano teve um sabor de revanche para o brasileiro. “Conheço bem o cubano, perdi as últimas três lutas para ele, inclusive, na semifinal do Rio-2007. Desta vez, mudei a estratégia e fui muito tático”, contou o judoca do Brasil.

Com mais quatro ouros, a delegação brasileira segue na vice-liderança do quadro geral de medalhas, com 33 medalhas douradas. Porém, o time de Cuba segue logo atrás, com 30 ouros.

Top