Brasil faz convênio para trazer médicos cubanos: entenda

No último dia 21 de agosto, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou um termo de cooperação com a Organização Panamericana de Saúde (Opas)…

No último dia 21 de agosto, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou um termo de cooperação com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) para a realização da contratação de médicos cubanos para atuar no Brasil. Esse acordo de contratação prevê que até o final do ano aconteça a chegada de 4 mil médicos cubanos.

Os médicos cubanos chegam nesse final de semana (Foto: Divulgação)

Primeira parte da contratação de cubanos contará com cerca de 400 médicos

Na primeira etapa do convênio de contratação de médicos de Cuba, vão desembarcar no Brasil no próximo final de semana 400 profissionais cubanos. Eles vão trabalhar em parte das 701 cidades que não foram escolhidos por nenhum dos profissionais brasileiros ou estrangeiros aprovados na primeira fase do programa Mais Médicos. Esse programa tinha como objetivo levar profissionais de medicina para municípios carentes de assistência médica no interior do Brasil. Dessas 701 cidades, 84% estão localizadas nas regiões Norte e Nordeste.

Médicos cubanos vão passar por teste no Brasil (Foto: Divulgação)

Cubanos não vão escolher cidades que vão trabalhar

Os brasileiros e estrangeiros que se inscreveram no programa Mais Médicos e foram aprovados puderam escolher as cidades onde iam atuar. Porém, os médicos cubanos não terão essa mesma oportunidade, sendo delegados para os municípios de atuação.

Segundo o ministro da Saúde, todos os cubanos que virão exercer a medicina no Brasil nesse primeiro momento têm residência médica em medicina da família e, dos 400 que chegarão nesse final de semana, 30% possui pós-graduação em outras especialidades.

Os profissionais de Cuba vão ter o salário pago para às Opas, que terá que repassar o valor para os médicos. Esse valor será de R$ 10 mil por profissional, mas não sabe-se se todo o dinheiro será repassado para os médicos cubanos.

Leia Também:  Texturas diferentes de batons que você não conhece

A partir do dia 26 desse mês, os médicos cubanos vão participar, ao lado dos médicos brasileiros e estrangeiros selecionados pelo programa Mais Médicos, de um teste de três semanas em universidades públicas. Somente os profissionais aprovados por essas universidades serão encaminhados aos municípios em que devem atuar como médicos.

Top