Brasil fatura mais oito ouros no nono dia de disputas em Guadalajara

A delegação brasileira alcançou seu melhor dia de disputas nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. No domingo (23), os atletas do Brasil subiram ao lugar…

Patrícia Freitas reinou na classe RS-X feminina e levou o ouro antes mesmo da última regata

A delegação brasileira alcançou seu melhor dia de disputas nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. No domingo (23), os atletas do Brasil subiram ao lugar mais alto do pódio oito vezes. Assim, o país chegou à 26ª medalha de ouro e segue na segunda posição no quadro geral de medalhas, atrás apenas dos Estados Unidos, que já levaram 57 ouros.

Só na cidade litorânea de Puerto Vallarta, o nono dia de competições do Pan rendeu seis medalhas douradas para os brasileiros. Mantendo a tradição na modalidade, o Brasil dominou as provas de vela em Guadalajara ao faturar o ouro em nada menos do que cinco das nove classes disputadas no México.

Na classe J24, a tripulação brasileira, composta pelos atletas Mauricio Santa Cruz, Guilherme de Almeida Hamelmann, Alexandre Saldanha e Daniel Rabna Nunes Santiago, se sagrou campeã, com 26 pontos, contra 27 dos Estados Unidos e 36 do Chile.

Na RS-X, a supremacia verde e amarela foi tanta, que o país garantiu a medalha dourada entre os homens e as mulheres. Na classe feminina, Patrícia Freitas sobrou na disputa e se tornou campeã por antecipação. Já na disputa masculina, quem brilhou foi Ricardo Winick, o Bimba, que conquistou o tricampeonato dos Jogos.

Por sua vez, o atleta Matheus Dellagnello foi o destaque da classe Sunfish e ficou com o título de forma antecipada.

O outro ouro da vela foi conquistado de maneira emocionante pelos campeões mundiais Alexandre Tinoco e Gabriel Borges, na classe Snipe. A dupla brasileira terminou a última regata em terceiro lugar e faturou o título com 33,3 pontos perdidos, contra 34 pontos dos vice-campeões Estados Unidos, e 37 da tripulação uruguaia, terceira colocada. “Estou muito contente, foi um dia excelente! Deu tudo certo e alcançamos o resultado que a gente queria, fruto de muito trabalho. Esses cinco ouros da vela mostram que o Brasil vai de vento em popa”, vibrou Alexandre Tinoco.

Tem mais show brasileiro na praia

Com o título de Reinaldo Colucci, triatlo do Brasil estará presente às Olimpíadas de Londres

Surpreendente! Assim pode ser classificada a conquista do triatleta Reinaldo Colucci, que venceu a prova masculina do triatlo, disputada no domingo, também em Puerto Vallarta. Além da medalha dourada em Guadalajara, a conquista garantiu o triatlo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. “Estou muito feliz, a prova foi perfeita. A vaga ainda não é minha, é do Brasil, mas a probabilidade de eu não ficar com ela é muito pequena. Estou com um pé e meio em Londres”, comemorou Reinaldo após o título.

Primeiro ouro do atletismo

Na primeira prova do atletismo em Guadalajara, Brasil é ouro com Adriana da Silva

Coube à atleta Adriana da Silva faturar a primeira medalha do atletismo brasileiro em Guadalajara, cujas competições tiveram início no domingo. Adriana ganhou o ouro na maratona feminina dos Jogos Pan-Americanos, superando a mexicana Madai Perez, que ficou com a prata, e a peruana Gladys Tejeda, medalha de bronze.

Brasil soberano também na quadra

Handebol feminino carimbou o passaporte para os Jogos Olímpicos de Londres em 2012

Na última competição do dia, as brasileiras do handebol deram um show e garantiram mais uma medalha de ouro para o país. O tetracampeonato consecutivo veio depois de derrotar na final a Argentina por 33 a 16. Mais do que a medalha dourada, as meninas obtiveram ainda a vaga olímpica para o handebol brasileiro. Emocionadas, as atletas eram só alegria ao final do jogo. “É uma felicidade dobrada. O ouro e a vaga em Londres”, celebrou a pivô Dara.

Top