Bolsas de estudo para área espacial Ciência sem Fronteiras

Muitos brasileiros sonham em pesquisar o espaço ou trabalhar na NASA, mas não encontram oportunidades para ingressar nesta área tão restrita e competitiva. No…

Por Isabella Moretti em 30/07/2013

Muitos brasileiros sonham em pesquisar o espaço ou trabalhar na NASA, mas não encontram oportunidades para ingressar nesta área tão restrita e competitiva. No entanto, o Programa Ciência Sem Fronteiras (CsF) quer mudar esta realidade através das bolsas de estudo para a área espacial.

Serão criadas 300 bolsas de estudo para cursos na área espacial. (Foto:Divulgação)

O anúncio das bolsas foi feito na última quarta-feira (24), pelo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI).

Bolsas na área espacial CsF

O Programa Ciência Sem Fronteiras está com uma oferta de 300 bolsas de estudo para cursos na área espacial. A iniciativa abrange diferentes modalidades de ensino, como graduação sanduíche e até mesmo pós-doutorado.

Das vagas oferecidas pelo programa, 150 serão para estudantes brasileiros e outras 150 para pesquisadores estrangeiros interessados em trabalhar nos projetos de instituições do Brasil.

As bolsas de estudo na área espacial resultam da parceria entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento e Científico e Tecnológico (CNPq) e Agência Espacial Brasileira (AEB). A intenção é ampliar a formação na área espacial, que ainda não tem muitos atrativos para os estudantes brasileiros.

As vagas serão oferecidas graças a parceria entre o CNPq e a Agência Espacial Brasileira (AEB). (Foto: Divulgação)

Confira a seguir o número de bolsas ofertadas para cada modalidade:

– 40 bolsas para graduação sanduíche;

– 10 bolsas para doutorado pleno;

– 200 bolsas para doutorado sanduíche;

– 30 bolsas para pós-doutorado no exterior;

– 90 bolsas para atração de jovens talentos;

– 40 bolsas para pesquisador visitante;

– 70 bolsas para desenvolvimento tecnológico e inovação no exterior.

O edital para as bolsas de estudo na área espacial ainda não foi divulgado. No entanto, já se sabe que as vagas são voltadas para as áreas de engenharia, física, matemática e afins.

As bolsas estão disponíveis em diversas modalidades, desde graduação-sanduíche a pós-doutorado. (Foto: Divulgação)

A Agência Espacial Brasileira será encarregada de selecionar as instituições estrangeiras que receberão os bolsistas. Acordos já foram firmados com as principais agências espaciais do mundo, localizada nos Estados Unidos, Japão, Ucrânia e França.

Acompanhe mais informações sobre as bolsas de estudo através do site Ciência Sem Fronteira.

Atividades espaciais do Brasil

O Brasil ainda é tímido em suas atividades espaciais, mas pretende mudar esta realidade nos próximos anos. O Governo Federal quer formar especialistas em questões espaciais nas áreas de engenharia, pesquisa e indústria. A medida nasceu da necessidade da criação de recursos humanos, pois o número de pessoas capacitadas na área ainda é muito pequeno.

Top