Bolsas de Estudo na Espanha 2010

O programa é destinado a jovens que já terminaram o curso superior e, em alguns casos, estudantes do último ano da graduação. Podem participar…

Por Redacao em 11/01/2010

O programa é destinado a jovens que já terminaram o curso superior e, em alguns casos, estudantes do último ano da graduação. Podem participar da seleção cidadãos estrangeiros de qualquer país, inclusive brasileiros, que sejam maiores de idade, com estudos universitários ou trajetória reconhecida em determinadas atividades que se enquadrem no programa escolhido para estudos. Os participantes devem, de preferência, ter idade máxima de 35 anos.

Para se inscrever, o primeiro passo é procurar uma instituição de Ensino Superior da Espanha incluída entre os programas oferecidos pelo Becas MAEC e escolher o curso desejado. O interessado deve apresentar à escola o projeto de estudo que planeja desenvolver e ser pré-admitido por ela, segundo os critérios e processos de seleção de cada instituição. Somente então, o estudante poderá solicitar a bolsa, exclusivamente através do site oficial do programa.

Além de um auxílio mensal, que varia de acordo com o programa escolhido, os aprovados terão direito a alojamento, seguro médico não-farmacêutico, ajuda para a viagem e, ainda, pagamento total ou parcial das taxas escolares. As bolsas serão concedidas antes do início do verão, quando começa o ano letivo no Hemisfério Norte, ou, então, antes do início dos estudos.

Pré-requisitos

No caso de estrangeiros, ter residência oficial, habitual e continuada em seu país de origem no momento da solicitação de bolsa;

Possuir passaporte válido;

Não ter sido beneficiado por programa de longa duração do Becas MAEC nem da Fundação Carolina nos últimos três anos;

Ter o título universitário necessário para ingresso no curso solicitado;

Possuir conhecimento suficiente da língua espanhola para conseguir acompanhar o curso;

Não padecer de enfermidades;

Apresentar endereço eletrônico seguro (que será usado para as notificações);

Ter sido pré-admitido na instituição de ensino espanhola onde pretende realizar os estudos.

As inscrições só podem ser realizadas pela Internet, no site www.becasmae.es. As solicitações passam por pré-seleção que avaliará essencialmente o projeto de estudos e sua aplicabilidade e a motivação, os méritos acadêmicos, a experiência profissional, o currículo e as cartas de referência do candidato.

Bolsas para Estrangeiros que não falam Espanhol – Estudos de Pós-graduação, Doutorado e Investigação de Língua e Cultura Espanholas, em Universidades e Centros Superiores na Espanha

Duração: Até um ano, a partir de outubro 2008. Prorrogável por mais dois anos para estudos de pós-graduação e investigação, e até três anos, exclusivamente para estudos de doutorado.

Requisitos específicos: Para realizar estudos de pós-graduação (mestrado e especialização) é necessário possuir título universitário equivalente ao bacharel espanhol. Já, para realizar estudos de doutorado ou investigação, os interessados devem possuir título universitário, equivalente a bacharel espanhol, preferencialmente três anos antes do início do programa, com perspectiva de prosseguir na carreira de docência ou pesquisa. E ainda, é preciso ter a pré-admissão da instituição de destino.

Valor da Bolsa: Para cursos acadêmicos no termo municipal de Madri a bolsa equivale a 600 euros mensais, alojamento e manutenção numa das duas residências universitárias da Fundação de Colégios Maiores. Para estudos fora do termo municipal de Madri a bolsa passa para 1.200 euros mensais. Para as matrículas o programa oferece uma ajuda de até 2.000 euros.

Bolsas de Estudo na Espanha 2010. Estão sendo oferecidas 1.645 bolsas de estudo pela Fundação Carolina para estudantes de países ibero-americanos interessados em cursar pós-graduação na Espanha. O valor da bolsa varia conforme o curso escolhido.

As oportunidades são direcionadas a alunos de todas as áreas do conhecimento e foram distribuídas da seguinte forma: 1.092 bolsas para estudos de pós-graduação, 248 para doutorado ou pesquisas de curta duração e 252 para a formação permanente. Sendo a última modalidade voltada exclusivamente a latino-americanos e espanhóis.

A seleção será composta de análise de currículo e entrevistas pessoais. A comissão julgadora que contará com integrantes da Fundação Carolina e das universidades que oferecem os cursos, será responsável pela realização das avaliações.

Para saber mais sobre as inscrições que deverão ser realizadas até o dia 1º de março e sobre o processo de seleção é só acessar o site http://gestion.fundacioncarolina.es/candidato/becas/programas/programas.asp.

Top