segunda-feira, 3 de outubro de 2022 - 03/10/2022 17:44:19
MundodasTribos

O governo de São Paulo anunciou a criação do programa Bolsa do Povo, com repasses de até R$500 por pessoa. Esse novo auxílio é, na verdade, a unificação de programas sociais já existentes no estado em um único cadastro, com aumento dos valores pagos e ampliação da abrangência.

De acordo com o governador, João Doria (PSDB),o objetivo é implementar o auxílio como medida para enfrentar a vulnerabilidade socioeconômica causada pela pandemia. O investimento é de R$1 bilhão e pode beneficiar 500 mil pessoas em todo o estado.

Ao lado do enfrentamento da pandemia, da preservação da vida e da obediência à ciência, o governo também tem acompanhado o crescimento acelerado da pobreza, da vulnerabilidade, em São Paulo e no Brasil.

Continue lendo para saber mais.

O que este artigo aborda:

O que é Bolsa do Povo?

Como já mencionamos, o Bolsa do Povo, programa criado pelo governo de São Paulo, reúne diversos benefícios sociais voltados para pessoas em vulnerabilidade social. Criado pela Lei nº 17.372, o programa engloba projetos com ou sem transferência de renda nas áreas de assistência social, trabalho, qualificação profissional, educação, saúde, habilitação e esporte.

De acordo com o governo estadual, o Bolsa do Povo vai contemplar 500 mil pessoas com ações sociais estaduais existentes e outros criados recentemente, como o Vale Gás, o SP Acolhe e o Bolsa do Povo Educação. 

Principais benefícios do programa?

Como já mencionamos, o Bolsa do Povo vai englobar programas sociais estaduais já existentes, abrangendo sete eixos diferentes. Confira a seguir quais são:

  • Emprego (Bolsa Trabalho);
  • Qualificação Profissional (Bolsa Auxílio – Via Rápida);
  • Incentivo (Bolsa Talento Esportivo);
  • Habitação (Bolsa Aluguel Social);
  • Assistência Social (Bolsa Renda Cidadã);
  • Educação (Ação Jovem);
  • Saúde (Contratação de agentes de apoio).

O Ação Jovem, voltado para estudantes de 15 a 24 anos para que permaneçam nos estudos, e o Renda Cidadã, que atende pessoas de baixa renda, terão os valores ampliados de R$ 80 para R$ 100. Outra novidade é que o novo auxílio prevê que um número maior de pessoas possam participar desses eixos.

Vale destacar que a principal novidade do Bolsa do Povo é a contratação de 20 mil pais e mães de alunos das escolas públicas para trabalhar em jornadas de até quatro horas diárias. Isso aliado a capacitação profissional com remuneração de R$ 500 por mês.

Requisitos para participar do Bolsa do Povo

Como o número de beneficiários será alto, todos querem saber agora quem tem direito ao Bolsa do Povo. A boa notícia é que o lançamento do programa confirmou que serão milhares de famílias recebendo os novos pagamentos. 

Com a intenção de “preservação da vida”, essa ação será voltada para pessoas em maior vulnerabilidade. Para saber quem pode receber o Bolsa do Povo é importante saber quais serão os programas integrados. 

Quem tem direito do programa Bolsa do Povo são aqueles inscritos nas seguintes ações:

Ação Jovem: benefício criado para promover a inclusão social de jovens entre 15 e 24 anos de idade, de famílias cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais com renda mensal familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 550,00).

O programa oferece uma ajuda financeira de R$ 100 mensais para cada jovem com CPF cadastrado no CadÚnico. Para receber o auxílio Ação Jovem os interessados devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para orientações sobre o cadastro.

Aluguel Social: concede um subsídio para apoiar as famílias que tiveram suas residências afetadas por chuvas ou intervenções urbanas e/ou ambientais nas despesas com moradia.

O benefício é pago por 12 meses, com possibilidade de prorrogação. Para ter direito ao valor a família deverá se enquadrar nas regras de elegibilidade do programa.

Bolsa Talento Esportivo: oferece apoio financeiro para atletas de qualquer modalidade e diversos níveis de desempenho que pretendam representar São Paulo e o país em competições nacionais e internacionais.Coordenado pela Secretaria de Esportes estadual, o benefício pode variar de R$ 415,00 a R$ 2.490,00 a depender da categoria em que o atleta está inserido (estudantil, juniores, nacional ou internacional). As inscrições do Bolsa do Povo pode ser feitas aqui.

Renda Cidadã: programa de transferência direta de renda para atender famílias em situação de vulnerabilidade em decorrência do desemprego ou subemprego, envolvendo fatores como a ausência de qualificação profissional, o analfabetismo, a situação precária de saúde, a inexistência de moradia ou sua precariedade, a dependência química, entre outros problemas.

Atualmente o Renda Cidadã beneficia 53.944 famílias com o pagamento de R$ 100,00 mensais. Os interessados em receber o benefício devem procurar o CRAS do seu município para verificação dos critérios e cadastramento no CadÚnico.

Via Rápida: a ação oferece capacitação profissional gratuita para pessoas a partir de 16 anos de idade que buscam ingressar no mercado de trabalho ou abrir o próprio negócio. Podem participar as pessoas residentes em São Paulo, alfabetizadas, desempregadas e que possuem escolaridade mínima ou condição especial fixadas para cada curso.

O programa oferece uma bolsa-auxílio aos estudantes matriculados para ajudar nas despesas durante o curso. As inscrições estão disponíveis no site.

Vale Gás: beneficia as famílias em situação de vulnerabilidade com a transferência de R$ 100,00 bimestrais para a compra de botijão de gás de cozinha (GLP 13kg). O benefício Vale Gás atende 426 mil famílias com renda mensal per capita de até R$ 178,00 em 645 municípios paulistas.

A consulta para saber se sua família pode receber a ajuda está disponível no portal do Bolsa do Povo.

SP Acolhe: auxílio emergencial de R$ 1.800 destinado para famílias inscritas no Cadastro Único com renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300,00) que perderam pelo menos um membro para a Covid-19 (podendo ser cônjuge, mãe, pai, avô, avó, filho(a) ou outro parente).

Os beneficiários são selecionados pela Secretaria de Desenvolvimento Social por meio do cruzamento de dados disponíveis no Cadastro Único e dos cadastros de óbitos da Secretaria de Saúde.

Bolsa Trabalho: Com duração de 5 meses, o programa Bolsa Trabalho oferece ocupação, qualificação profissional e renda aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social que residem no estado de São Paulo. Podem participar do programa os desempregados que não recebem seguro-desemprego ou qualquer programa assistencial equivalente e que possuem renda per capita de até meio salário-mínimo.

O Bolsa Trabalho prevê o pagamento de um benefício de R$ 535,00 limitado a uma pessoa por núcleo familiar.

Prospera Família: O programa envolve acompanhamento profissional para desenvolvimento pessoal, profissional e financeiro das famílias, além de cursos técnicos e transferência de renda para famílias com apenas um dos pais ou responsáveis presentes, com pelo menos um filho ou dependente de 0 a 6 anos e que possuem renda familiar de até R$ 89,00 por pessoa.

Para participar do programa o responsável deve procurar o CRAS mais próximo do seu município ou preencher o formulário online de inscrição.

Bolsa-Auxílio Novotec Expresso: é uma das modalidades do Programa Novotec que disponiliza cursos de qualificação profissional para jovens de 14 a 24 anos com o objetivo de conectar a educação básica com o mundo do trabalho. Os cursos possuem duração de quatro meses e são realizados de forma semi-presencial. Os estudantes matriculados no ensino médio na rede estadual paulista são elegíveis a uma bolsa-auxílio de R$ 600 pago em 4 parcelas de R$ 150 ao longo do curso.

Para receber o bolsa-auxílio Novotec Expresso é necessário apresentar frequência acima de 75% nas aulas, ter renda familiar mensal de até três salários mínimos e cursar o programa no contraturno das aulas regulares do ensino médio.

Se você recebe alguns desses benefícios, será beneficiado com o Bolsa do Povo.

Cadastro Bolsa do Povo

O Cartão Bolsa do Povo é um cartão magnético entregue pelo governo de SP para quem recebe algum benefício social que compõe o programa. É através dele que, por exemplo, os cidadãos paulistas recebem os valores de iniciativas de transferência de renda, como o Vale Gás SP e o SP Acolhe.

Os cartões são enviados para as famílias contempladas por algum benefício via serviços dos Correios. Lembrando que os cartões pré-pagos permitem o saque dos valores em terminais bancários eletrônicos.

Ao receber o cartão Bolsa do Povo o cidadão deverá realizar o desbloqueio do cartão em um caixa eletrônico do Banco do Brasil ou Banco 24Horas ou em outros correspondentes bancários, como supermercados, lotéricas e estabelecimentos conveniados com o Banco do Brasil).

Caso tenha dúvidas na hora de desbloquear o cartão o atendimento do Bolsa do Povo pelo telefone 0800-7979-800 é feito de segunda a sexta, das 8h às 18h, ou via central eletrônica 24h no WhastApp (11) 98714-2645.

Qualquer dúvida, você pode consultar o site oficial do benefício.

O conteúdo "Bolsa do Povo: Como Funciona, Cadastro" foi feito por Isabella e distribuído por MundodasTribos na categoria Programas do Governo em .

Isabella

Formada em Bacharel em Comunicação Social, Jornalismo na Universidade Estadual de Londrina e com Pós-graduação em Comunicação com o Mercado na mesma faculdade. Produtora de conteúdo desde 2014.

1

Pode ser do seu interesse

Veja quem pode solicitar o empréstimo de até 21mil no Bradesco

Veja quem pode solicitar o empréstimo de até 21mil no Bradesco

Escolas devem informar dados do Censo Escolar 2021 até 23 de Agosto

Escolas devem informar dados do Censo Escolar 2021 até 23 de Agosto

MEI pode receber Auxílio-Desemprego?

MEI pode receber Auxílio-Desemprego?

Lista de beneficiários do Cartão Gás é divulgada

Lista de beneficiários do Cartão Gás é divulgada

Veja como poderá ficar o salário mínimo em 2022?

Veja como poderá ficar o salário mínimo em 2022?

Liberação do 14º pagamento do INSS: quem terá direito?

Liberação do 14º pagamento do INSS: quem terá direito?