Bolsa de Estudos no Japão Para Professores 2016

A bolsa de estudos no Japão para professores 2016 já está disponível para quem quer concorrer a esta oportunidade. O consulado geral do Japão…

Por Redacao em 19/01/2016

A bolsa de estudos no Japão para professores 2016 já está disponível para quem quer concorrer a esta oportunidade. O consulado geral do Japão em São Paulo mais uma vez promove em parceria com o Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão (MEXT) essa bolsa de estudo para realização de pesquisas em universidades japonesas em relação à educação escolar. O principal objetivo é integrar culturas diferentes e promover o conhecimento.

Bolsa de Estudos no Japão Para Professores 2016 (Foto: Exame/Abril)

Bolsa de Estudos no Japão Para Professores 2016 (Foto: Exame/Abril)

Bolsa de Estudos no Japão Para Professores 2016

O programa de bolsa de estudos no Japão para professores 2016 tem como o público alvo, segundo o consulado, os professores, assistentes educacionais, orientadores e diretores do ensino infantil, fundamental e médio que desejam aprofundar e  aprimorar o conhecimento na educação e aplicar muitas das técnicas de lá nas unidades escolares aqui do Brasil. É uma maneira diferente de ver a educação e a cultura.

Leia mais informações sobre: Bolsas de Estudo no Japão

Como se inscrever

Os interessados em se inscrever no processo seletivo da bolsa precisa ficar atento ao prazo. As inscrições começam dia 25 de janeiro e seguem até o dia 4 de março. Quem utilizar o correio precisa entregar tudo até o dia 1 de março. Em todas as formas de envio o consulado comunicará o candidato da inscrição por e-mail, confirmando a participação do mesmo no processo. Quem não receber o e-mail precisa avisar a entidade.

Para manter a bolsa que dura 1 ano e 6 meses, estudante precisa ter boas notas (Foto: Exame/Abril)

Para manter a bolsa que dura 1 ano e 6 meses, estudante precisa ter boas notas (Foto: Exame/Abril)

Quem for fazer a inscrição pessoalmente ou por meio da procuração, precisa utilizar o modelo disponível por eles, clicando aqui. Para este item é preciso se atentar aos documentos necessários, se há ou não autenticação. Do contrário, quem optar pelos correios, precisa enviar todos os documentos requisitados e com firma reconhecida na assinatura do formulário de inscrição do processo seletivo.

Enviar documentos

Uma informação importante é que o curso para esta unidade do consulado vale apenas para moradores de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Região do Triângulo Mineiro. Outras unidades, que também oferecem o esquema de bolsa, podem ser consultadas no próprio site do consulado clicando ‘sobre consulado‘.

Todo ano educadores viajam para o País para estudar (Foto: Exame/Abril)

Todo ano educadores viajam para o País para estudar (Foto: Exame/Abril)

O horário de funcionamento do consulado é das 09h às 12h e das 14h às 17h de segunda a sexta-feira (exceto aos feriados). A unidade do Consulado Geral do Japão fica na Av. Paulista, 854 -3º andar. para enviar os documentos é necessários inserir o CEP 01310-913.

Leia mais informações sobre: Bolsas de Estudo no Japão para Brasileiros

Requisitos para concorrer a bolsa

Para concorrer ao processo seletivo, o candidato precisa ter:

a)Nacionalidade brasileira (não vale brasileiros com dupla nacionalidade japonesa);
b)Idade até 34 anos em 01/04/2016 (nascidos após 02/04/1981);
c)Nível universitário ou magistério;
d)Experiência mínima de 5 anos até o dia 01/04/2016, como professor de ensino infantil, fundamental e/ou médio (Rede Estadual, Municipal ou Particular) ou orientador pedagógico, assistente educacional, diretor, etc;
e)Exercendo a função,
f)Fluência em língua japonesa ou inglesa;
g)Disposição para aprender a língua japonesa e desenvolver a pesquisa nessa língua;
h)Disponibilidade de embarque em outubro de 2016 ou conforme estabelecido pela universidade
(Possibilidade de chegada até o início do curso);
i)Boa saúde física e mental;
j)Intenção de aplicar os conhecimentos adquiridos durante a pesquisa na profissão após o retorno;

País é considerado um dos mais seguros do mundo (Foto: Exame/Abril)

País é considerado um dos mais seguros do mundo (Foto: Exame/Abril)

E não pode concorrer

k)Militares da ativa;
l)Ex-bolsistas do MEXT com menos de 3 anos de retorno;
m)Estudantes que receberão bolsas de estudos de outras instituições durante o período de recebimento da bolsa MEXT.

Quer saber mais sobre este e outros temas? Fique bem informado aqui no Mundo das Tribos e acompanhe os artigos que postamos diariamente sobre vários assuntos!

Top