Bipolaridade: Saiba como Tratar a Doença

O transtorno bipolar é um mal que vem se tornando um assunto frequente nos últimos tempos. E diante de tamanha popularidade é preciso falar…

O transtorno bipolar é um mal que vem se tornando um assunto frequente nos últimos tempos. E diante de tamanha popularidade é preciso falar a seu respeito e esclarecer mitos e dúvidas que possam surgir a seu respeito.

O que é o Transtorno Bipolar?

De acordo com o site da Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB) este mal é caracterizado por bruscas alterações de humor, alternando episódios depressivos e de euforia (mania) em diversos graus de intensidade. Ele surge normalmente antes dos 25 anos e atinge igualmente ambos os sexos.

A genética também se mostra um fator muito importante: segundo informações do site Dicas de Mulher, 80% a 90% dos pacientes tem algum parente que sofre ou sofreu do mesmo problema.

Confira alguns sintomas do episódios de mudança de humor segundo pesquisa publicada pela Folha Online .

– Em períodos de euforia (mania)

a) Agitação

b) Agressividade

c) Autoestima elevada

d) Diminuição da necessidade de sono.

e) Aumento da libido

f) Comportamento compulsivo.

g) Consumo de álcool e drogas.

Em períodos de depressão:

a) Alteração de apetite e de sono

b) Tristeza

c) Mau humor.

d) Pensamento suicidas.

e) Pessimismo

f) Diminuição da produtividade.

Segundo matéria publicada na Folha Online, relatórios da Organização Mundial de Saúde (OMS) a respeito do tema mostraram também que este transtorno é mais incapacitante do que o Alzheimer, por sofrerem mais tempo com os prejuízos do transtorno em comparação com outros doentes. Em números, a bipolaridade ocupa 0,9% entre doenças incapacitantes enquanto o Alzheimer representa 0,8%.

Ainda segundo a matéria o transtorno pode causar irritabilidade, agressividade e até ideias suicidas, devendo ser tratada o quanto antes, mas que acaba esbarrando em mitos até que alguma providência seja tomada.

Mitos a respeito do Transtorno Bipolar:


De acordo com matéria publicada na Folha Online existem muitos mitos e preconceitos a respeito da doença que atrapalham a busca pelo tratamento e consequentemente prejudicam a qualidade de vida do paciente. Um exemplo é quem julgue que a doença é apenas um problema emocional e recuse remédios por crer que eles fazem mais mal do que bem. O fato de a doença não ter cura, mas poder ser controlada com o uso de medicamentos que devem ser tomados durante a vida toda, é algo malvisto pela família e pelo próprio afetado.

O que pode acontecer caso o Transtorno Bipolar não seja tratado?

Em entrevista para a Folha Online, o psiquiatra Eduardo Tischer declarou que o não tratamento só faz piorar os sintomas, pode causar diversos problemas de saúde e dá ao doente mais chances de recorrer a atos drásticos e autodestrutivos.

Não é um exagero: em seu site a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar afirma que doenças como obesidade, diabetes e problemas cardiovasculares são mais frequentes em portadores do mal em comparação com a população. Já a associação de pessoas com o transtorno a substâncias como álcool e drogas agrava o prognóstico e potencializa em duas vezes o risco de suicídio.

Como é o tratamento do Transtorno Bipolar?

Uma vez diagnosticado, o tratamento é feito com psicoterapia e uso de medicamentos para estabilizar o humor. Este acompanhamento é necessário para que o paciente possa ter uma vida normal e não uma vida dividida em períodos, que podem acumular sérios danos devido às crises. Invista em um tratamento e melhore sua qualidade de vida

 


Top