Biodegradável: Plástico de Cana de Açúcar

Chegou uma novidade que vem dando o que falar no setor de sustentabilidade. É o plástico biodegradável, também conhecido como plástico verde. Feito da…

Chegou uma novidade que vem dando o que falar no setor de sustentabilidade. É o plástico biodegradável, também conhecido como plástico verde. Feito da matéria-prima “cana de açúcar” (um dos carros chefes do Brasil na luta pela criação de fontes renováveis de energia), o novo plástico pode ser usado para a fabricação de inúmeros produtos, como sacolas, garrafas, embalagens, brinquedos e assim por diante, tudo o que o plástico comum sempre fabricou. O plástico tradicional é um dos grandes vilões em relação ao meio ambiente, pois, está entre os materiais que mais demoram a se degradarem. São quilos e quilos acumulados em lixões por todo o mundo.

Chamado de plástico verde, o material tem origem 100% renovável e contribui para absorver mais gás carbônico da atmosfera do que emite ao longo do seu ciclo de vida. É uma iniciativa brasileira, assim como o etanol, álcool automotivo que também deriva da cana de açúcar.

Serão produzidas cerca de 200 mil toneladas de matéria prima para a produção da forma alternativa de plástico. As primeiras produções serão feitas a partir da cana do estado de São Paulo. A expectativa é que daqui há algum tempo, a exploração também acontece com outros estados, como o Rio Grande do Sul, de onde partiu a ideia do novo plástico.

O plástico de cana de açúcar coloca o Brasil entre os países que vem tentando encontrar formas de não prejudicar o meio ambiente. São milhões de anos para o plástico comum se deteriorar, além de prejudicar o meio ambiente em inúmeros aspectos. Já os bioplásticos resgatam CO2 do meio ambiente, contribuindo para a preservação do mesmo. O tempo de decomposição varia de acordo com o tamanho da peça do plástico em questão, mas a norma define prazos entre 90 e 120 dias para que o plástico desapareça.

Leia Também:  Fórum de Sustentabilidade SWU 2011

O plástico biodegradável é uma das promessas para um futuro equilibrado, onde o homem estará em paz com a natureza, sem prejudica-la. São medidas simples, mas que fazem toda a diferença. Os estudos estão com força total e buscam novidades que possam ajudar na preservação ambiental. Cursos nessa área são uma aposta certa para ser bem sucedido. Os materiais biodegradáveis se decompõe muito mais rápido do que os outros. É interessante ficar por dentro do assunto e ajudar também num desenvolvimento sustentável.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Top