Banco Mundial deve divulgar novo presidente nesta segunda-feira

O Banco Mundial (BM) deve divulgar hoje (16) seu novo presidente, o qual substituirá Robert Zoellick, que não disputou à reeleição após cinco anos…

O novo presidente substituirá Robert Zoellick, que não disputou à reeleição após cinco anos na direção. (Foto Divulgação)

O Banco Mundial (BM) deve divulgar hoje (16) seu novo presidente, o qual substituirá Robert Zoellick, que não disputou à reeleição após cinco anos na direção. O economista americano Jim Yong Kim, é o preferido para ostentar o cargo. Esta semana ainda será marcada pelas reuniões da FMI (Fundo Monetário Internacional) e do BM.

Além de Kim, compete à direção a ministra de Finanças da Nigéria, Ngozi Okonjo-Iweala. O economista colombiano José Antonio Ocampo largou a disputa. Os países emergentes, como os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) protestaram uma maior presença nos órgãos dos dois institutos financeiros. Em uma afirmação recente, Jim Yong Kim se definiu como uma pessoa não temerosa de “desafiar as ortodoxias existentes”.

“Se for eleito, encontrariam em mim alguém capaz de fazer perguntas contundentes sobre o status quo”, afirmou diante do diretório executivo do Banco Mundial, de acordo nota publicada pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

O candidato americano, comentou que durante sua carreira trabalhou tanto “dentro como fora das instituições para reformá-las”. “Não só administrei grandes instituições, trabalhei para torná-las mais efetivas”, afirmou Kim, que há pouco era presidente de Dartmouth College, uma das faculdades mais importantes dos Estados Unidos.

Kim administrou o programa de luta contra a AIDS dentro da OMS (Organização Mundial da Saúde) e foi co-fundador de “Partners in Health”, organização sem fins lucrativos que proporciona serviços clínicos em nações como Peru, Ruanda, Haiti e Rússia.

Top