Banco Central vai lançar novas cédulas de 2 e 5 reais

As cédulas da Segunda Família do Real representam 55% do meio circulante, ou seja, R$ 165 bilhões. Este valor tende a aumentar nos próximos…

As cédulas da Segunda Família do Real representam 55% do meio circulante, ou seja, R$ 165 bilhões. Este valor tende a aumentar nos próximos meses com o lançamento das cédulas de 2 e 5 reais.

Nova nota de 5 reais. (Foto:Divulgação)

Novas cédulas de 2 e 5 reais

O Banco Central vai lançar novas cédulas de 2 e 5 reais no segundo semestre de 2013. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3) por Luiz Ernani Marques Acciolly, chefe-adjunto do Departamento do Meio Circulante do BC.

As novas cédulas foram lançadas para compor a segunda família do Real. Aos poucos elas vão substituir o dinheiro que já está em circulação, como vem acontecendo com as notas de 100, 50, 20 e 10 reais.

A circulação das novas notas de 2 e 5 reais acontecerá simultânea as antigas, ou seja, não existe a necessidade de efetuar a troca nos bancos.

Nova cédula de 2 reais. (Foto:Divulgação)

Sobre a Segunda Família do Real

O projeto das novas notas da Família real foi lançado em 2003, mas somente depois de alguns anos a Casa da Moeda iniciou a fabricação.

Em 2010, os brasileiros tiveram contato com as primeiras notas da Segunda Família do Real, ou seja, as novas versões de R$100 e R$50. As novas cédulas de 10 e 20 reais foram lançadas pouco tempo depois, mas houve atraso no lote.

A Casa da Moeda modernizou todos os seus equipamentos para desenvolver as notas da Segunda Família do Real. Esta necessidade surgiu por causa da meta de tornar o dinheiro mais seguro e dificultar a falsificação.

A Segunda Família do Real. (Foto:Divulgação)

Com a reestruturação da Casa da Moeda, os recursos de impressão se tornaram mais sofisticados. As cédulas ainda são fabricadas em papel fiduciário, porém contam com desenhos complexos e marcas tateáveis em relevo. Os tamanhos das notas também variam, de acordo com os valores.

Leia Também:  ‘Sem estilo’, assim se autodefinia o escritor Millôr Fernandes

A Segunda Família do Real tornará mais fácil a tarefa de identificar notas falsas de dinheiro, afinal, elementos como marca d’água e o número escondido foram aprimorados. Outra novidade lançada pelo Banco Central é a faixa holográfica.

Mesmo com as mudanças no design, as novas notas do Real não alteraram as cores e nem os temas característicos da primeira família.

A circulação de notas falsas é um problema ainda enfrentado pelo Brasil. Até o dia 30 de abril de 2013, foram retiradas 96.464 notas falsificadas em todo o país. Os criminosos visam principalmente as notas antigas de 50 reais, que representam mais de 23% do total apreendido. No ranking de falsificações, o segundo lugar fica com a nota antiga de 100 reais, com 22,6% do montante. Das cédulas recolhidas, cerca de 15% são de 20 reais.

Top