AVC também atinge bebês

AVC também atinge bebês

O acidente vascular cerebral (AVC) costuma ser associado somente aos adultos, o que é totalmente errado. A doença que mais mata pessoas no Brasil…

Por Editorial MDT em 20/05/2013

O acidente vascular cerebral (AVC) costuma ser associado somente aos adultos, o que é totalmente errado. A doença que mais mata pessoas no Brasil e no mundo, também atinge crianças, não poupando sequer os bebês que ainda estão no ventre materno. Saiba mais sobre o assunto e veja como o AVC atinge os bebês.

Os bebês também podem ser vitímas de AVC. (Foto: divulgação)

AVC em bebês

Apesar da causa do problema ter origens diferentes, os sintomas e as sequelas do AVC são os mesmos que nos adultos. Nos casos mais graves, onde ocorrer interrupção do fluxo sanguíneo por várias horas, funções como respiração, locomoção e fala podem ser comprometidas. Algumas crianças ficam em estado vegetativo.

O fator de risco mais comum para o surgimento de um AVC infantil é a anemia falciforme. Segundo especialistas, essa anemia é genética, não tem cura e atinge mais crianças negras do que brancas. A doença altera as hemoglobinas e os vasos sanguíneos, o que facilita para o AVC. Aproximadamente 10% das crianças vítimas dessa anemia sofrem um acidente vascular cerebral.

Em proporções um pouco menores, o AVC também pode ocorrer devido a outras disfunções no sangue ou sistema imunológico, além de infecções, cardiopatias e meningite. A anemia é a principal, pois a cada 1,2 mil nascimentos, há uma ocorrência.

O bebê deves ser consultado o mais rápido possível. (Foto: divulgação)

Veja também as causas e consequências do AVC 

Perigos do AVC em bebês

Nem todos os profissionais de saúde conseguem identificar e diagnosticar o AVC nas crianças. Há duas décadas, muitos nem acreditavam que ele poderia surgir em crianças. Atualmente, os estudos sobre os derrames infantis ainda são poucos.

Segundo especialistas, os sintomas do AVC em crianças são os mesmos presentes nos adultos. A dificuldade é que nem sempre a criança consegue explicar o que está sentindo, ainda mais os bebês.

Os sintomas são súbitos para todas as idades. A perda repentina da força e da sensibilidade, alterações visuais, desequilíbrio e comprometimento das funções da fala e entendimento são os mais comuns e marcantes.

O diagnostico rápido é muito importante, já que os riscos de morte em quem é acometido por um AVC são grandes. Nesse caso, o acidente é mais intenso e pode comprometer a qualidade de vida do indivíduo.

A anemia falsiforme pode provocar AVC em crianças. (Foto: divulgação)

Veja também mini AVC, sintomas 

O AVC pode acometer tanto adultos quanto bebês, sendo causado em crianças principalmente devido a anemia falciforme. É preciso ficar atento para os sinais e sintomas do problema, já que pode comprometer a vida da criança de forma definitiva. Procure o médico para avaliar o caso e indicar o tratamento correto.

Top