Autópsia de Amy Winehouse Confirma: A Cantora não Usou Drogas no dia que Morreu

Exames toxicológicos cantora confirmaram que Amy Winehouse não usou drogas ilegais antes de sua morte. É isso o que diz a informação divulgada na…

Por Editorial MDT em 25/08/2011

Exames toxicológicos cantora confirmaram que Amy Winehouse não usou drogas ilegais antes de sua morte. É isso o que diz a informação divulgada na terça-feira (23/08) por um representante da família e noticiada pela agência Associated Press.

De acordo com o representante, os exames feitos após a autópsia no corpo da cantora detectaram a presença de álcool, porém ainda não foi possível saber se a substância teve papel importante no falecimento da cantora. Os testes iniciais ainda não obtiveram um resultado conclusivo quanto a causa da morte, que permanece sendo um mistério e alvo de especulação pelo menos até outubro, quando há a expectativa da divulgação de resultados sobre a investigação do caso.

Uma nova polêmica?


Este resultado provavelmente pegou muita gente de surpresa. A hipótese de uma overdose por entorpecentes era considerada bastante crível pela imprensa devido ao longo histórico de problemas com a dependência de drogas e álcool de Amy. Uma das primeiras informações noticiadas em tabloides foi que, a cantora teria feito a compra de comprado cerca de R$ 3 mil em drogas no dia anterior ao falecimento, reforçando qualquer suspeita do gênero a despeito da credibilidade não muito certa deste tipo de publicação. Na ocasião, a polícia britânica afirmou que qualquer especulação a respeito da causa da morte antes da autópsia era inadequada.

Vida e morte de Amy Winehouse.

O gosto pela música começou bem cedo na vida de Amy. A cantora, nascida em Londres filha de uma farmacêutica e de um motorista de táxi, começou a ouvir jazz quando criança e teve sua primeira banda aos 10 anos. Aos 16 começou a cantar profissionalmente e o seu primeiro disco foi lançado aos 20. Embora “Frank” tenha conseguido excelentes críticas, foi seu segundo trabalho, “Black to black” que rendeu as maiores conquistas, como os seus cinco prêmios Grammy.

Foram apenas dois trabalhos, mas suficiente para torna-la um ícone da Soul music por sua voz marcante e seu visual inconfundível, com roupas e maquiagem em estilo retrô e ainda o seu volumoso penteado.

Além do sucesso profissional, a trajetória da artista também foi profundamente marcada por sua dependência química e por escândalos, sendo alvo constante dos paparazzi. As últimas notícias veiculadas a seu respeito na mídia diziam respeito ao cancelamento de toda sua turnê europeia devido a problemas de saúde. O cancelamento aconteceu após um desastroso show em Belgrado em 18 de junho, onde em aparente estado de embriaguez foi incapaz de cantar todas as músicas durante 90 minutos e terminou sob vaias do público.

Em 23 de julho A cantora Amy Winehouse foi encontrada morta em sua residência em Londres. A morte precoce da cantora, que tinha apenas 27 anos, gerou comoção de fãs no mundo todo e levou seu nome definitivamente para a galeria de ilustres ídolos da música. A idade do falecimento também fez com que ela fosse citada como integrante de uma lista de ídolos da música que morreram com a mesma idade por consequência direta ou indireta do uso de drogas, como Kurt Cobain, Janis Joplin, Jim Morrison e Jimi Hendrix.

Top