Aposte em Maquiagem e outros Truques para Melhorar a Vida

O fato da autoestima estar diretamente ligada a aparência não é exatamente uma novidade para o sexo feminino. A vaidade é sempre um apelo…

O fato da autoestima estar diretamente ligada a aparência não é exatamente uma novidade para o sexo feminino. A vaidade é sempre um apelo muito forte para a mulher, que costuma ter a beleza como um fator motivacional para sua autoconfiança. Não é a toa que sempre que seu astral está em baixa, ela se entrega a ideia de um novo corte de cabelo.

Estar e sentir-se bela é uma questão vital. A beleza e os cuidados femininos costumam ser critérios de valorização. Essa valorização pode não ser exatamente social, porém diz muito a respeito de uma pessoa e de sua qualidade de vida, tanto quanto seu sorriso ou uma boa conversa. O problema é que as vezes essa autoconfiança parece vacilar a medida em que os pontos fracos de nosso visual se sobrepõem aos fortes, seja em uma baixa normal ou em comparação com outros tipos de parâmetros.

Para voltar a ativa, é preciso fazer com que a boa vaidade venha a tona e claro, há uma série de dicas que podem ajudar nessa missão. Confira algumas:

Esqueça os padrões de beleza e preste atenção em você mesma:

Comparar-se a padrões de beleza e tendências da moda tão fugazes, quanto os dos tempos atuais é uma rotina de trabalho e sofrimento sem resultados lucrativos. Ficar se martirizando por não ter o cabelo de fulana, ou a pele de sicrana também é pura perda de tempo.O melhor caminho é prestar atenção em si mesma e para as possibilidades mais adequadas a você e ao seu gosto.

Por exemplo, há roupas que entraram na moda e está todo mundo usando, porém ela não é algo que você goste ou algo não adequado a sua silhueta. Você não precisa usar essas peças apenas por ser o último grito das vitrines: a boa moda é aquela que te valoriza e lhe cai bem, portanto use aquilo que realça seus pontos fortes.

Continuar Lendo  Cortes de cabelo que favorecem gordinhas

O mesmo vale para as madeixas: há cortes e cores mais adequadas ao seu formato de rosto, ao seu tipo de cabelo, ao tom de sua pele e a cor de seus olhos, portanto seguir a moda não é algo que compensa. O seu visual será muito mais valorizado a longo prazo pensando nestes detalhes.

Esqueça seus defeitinhos e invista nas qualidades:

Quando está de frente ao espelho, a reação mais comum é esquecer de tudo que há de bom e fixar a atenção justamente naquilo que não gostamos, por menor que ele seja: um nariz mais saliente, uma gordurinha acolá. E as vezes ficamos tão imersas desconjurando a nossa sorte por aquele defeitinho, que esquecemos do poder revolucionário da junção entre maquiagem, roupa e paciência. É possível disfarçar grande parte dos dissabores com o próprio visual tendo o material certo em mãos.

O seu visual não deve ser o único sustento de sua autoconfiança:


A vaidade é necessária, faz parte do universo feminino e do que define a nossa autoconfiança e autoestima, porém a verdade é que fazer dela o único pilar para tal é prejudicial em todos os sentidos. Cuide de si mesma e de sua aparência sim, porém não faça disso o seu único propósito.

Você não precisa ter a aparência de uma supermodelo para ser feliz ou digna de atenção. A autoconfiança não é um fator externo, portanto trabalhe os seus pensamentos, faça o que gosta e aquilo que lhe dá prazer. Invista em si mesma.

Lembre-se: a verdadeira beleza é aquela que irradia de dentro para fora. Batalhe e seja feliz.

Top