Audiolivros grátis USP

Agora, candidatos com deficiência visual terão uma ferramenta a mais em sua preparação para o vestibular da USP. Trata-se de uma iniciativa criada pela própria universidade cujo objetivo é disponibilizar audiolivros em formato DAISY (Digital Accessible Information System) a esses usuários.

O projeto foi criado com o objetivo de disponibilizar audiolivros em formato DAISY a candidatos com deficiência visual. (Foto: Divulgação).

A proposta, que faz parte do Programa de Acessibilidade mantido pelo SIBi (Sistema Integrado de Bibliotecas), com o apoio da reitoria, também conta com a parceria do Programa USP Legal, a Editora Martin Claret e a empresa eDaisy, desenvolvedora do software que permite a migração dos conteúdos para o formato DAISY.

Livros do vestibular Fuvest 2012 em formato DAISY

Seis dos nove livros exigidos no vestibular da instituição já estão disponíveis no portal. (Foto: Divulgação).

Num primeiro momento, a instituição disponibilizou a lista dos livros exigidos pela Fuvest em seu vestibular 2012. As obras editadas foram Memórias Póstumas de um Sargento de Milícias (Manuel Antônio de Almeida), O Cortiço (Aluísio Azevedo), As Cidades e as Serras (Eça de Queirós), Viagens da Minha Terra (Almeida Garret), Til (José de Alencar) e Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis).

Confira as obra literárias exigidas nos vestibulares 2013.

Apesar dos volumes utilizados serem de domínio público, as versões convertidas são de propriedade da Editora Martin Claret, que cedeu seus direitos gratuitamente. A editora, além de possuir os direitos de seis dos nove livros exigidos no processo seletivo da USP, possui um roteiro de leitura e perguntas que serve para auxiliar os candidatos a compreenderem melhor o texto.

As obras estão disponíveis no site do projeto (www.bibliotecas.usp.br/acessibilidade) e em suporte físico, reproduzido pelos parceiros do programa. Em sua página eletrônica também é possível acessar milhares de artigos e livros eletrônicos e reproduzi-los em áudio.

Veja também: Biblioteca gratuita Unesp.

Futuro do projeto

Com o tempo, a proposta é ampliar o uso da ferramenta, tornando-a acessível a toda a comunidade. (Foto: Divulgação).

Por enquanto, o portal só pode ser usado por usuários USP. Entretanto, a proposta é ampliar o acesso à ferramenta, permitindo que pessoas da comunidade possam depositar arquivos em áudio ou DAISY no site e compartilhá-los com terceiros.

Além disso, apesar de estar focado inicialmente na deficiência visual, o programa pode ganhar uma abrangência maior, expandindo o seu acervo e levando mais a fundo a discussão sobre a acessibilidade.

Reply