Atividades que ajudam crianças autistas

Ao contrário do que as pessoas pensam o autismo não exclui o individuo o convívio social. A comunicação é prejudicada quando existe esse tipo…

Por Editorial MDT em 28/02/2013

Ao contrário do que as pessoas pensam o autismo não exclui o individuo o convívio social. A comunicação é prejudicada quando existe esse tipo de disfunção, porém os estímulos cognitivos feitos corretamente e com auxilio de profissionais especializados ajudam a mudar alguns padrões de comportamento dessa criança. Saiba mais sobre o assunto e veja as atividades que ajudam as crianças autistas.

É importante que os pais incentivem as crianças autistas a fazer atividades sozinho. (Foto: divulgação)

O que é autismo

O autismo trata-se de uma síndrome comportamental que se caracteriza por apresentar dificuldades de interação social, comunicação e padrões exclusivos de comportamento. O tratamento para autismo nos dias atuais consiste em estimular a criança a se desenvolver e ser mais independente.

Não se conhece as reais causas do autismo e também não há cura. Segundo informações fornecidas pelo Center of Disease Control and Prevention (Estados Unidos), uma a cada 88 crianças apresentam disfunções relacionadas ao autismo, em diferentes graus de limitação.

A atividade física é muito importante para o autista. (Foto: divulgação)

Veja também fatores que podem causar autismo 

Dicas de atividades que ajudam crianças autistas

1. Escola: a inclusão da criança em ambiente escolar é muito importante, porém ela deve ser acompanhada por profissionais capacitados. A escolarização pode ser muito benéfica para o pequeno, pois ele poderá vivenciar várias situações e se tornar independente;

2. Acompanhamento psicológico: mexer as mãos, rodar objetos ou balançar o tronco são características muito comuns apresentadas pelo autista. Fazer com que isso mude é difícil, mais o acompanhamento com psicólogo pode ajudar a diminuir as ações que atrapalham a criança;

3. Brincadeiras e brinquedos: estimular a criança com autismo a brincar com outras crianças pode ajudar na interação social. O ideal é dar preferência para brinquedos adequados para o nível cognitivo da criança;

4. Estabeleça tarefas: as crianças com autismo podem realizar tarefas como escovar os dentes, pentear os cabelos ou colocar a mesa, isso ajuda no seu desenvolvimento;

5. Atividade física: as pessoas com autismo apresentam algumas limitações físicas. Por isso, se não houverem restrições, todas as atividades físicas podem ajudar no desempenho físico da criança autista;

6. Comunicação: o mais importante é que a criança se sinta segura na comunicação, mesmo que não seja falada, mas através de gestos e sinais. Para melhorar a fala, o mais indicado é procurar um fonoaudiólogo.

Os brinquedos são excelentes para portadores de autismo. (Foto: divulgação)

Veja também criança com autismo, cuidados, dicas 

O autismo é um problema que atinge várias crianças em todo o mundo. A inclusão social da criança portadora de autismo é muito importante para seu desenvolvimento. A escolarização, a prática de exercícios físicos, desempenhar tarefas diárias são atividades que devem fazer parte do dia a dia das crianças. 

Top