Assassinatos crescem 79% no Estado de São Paulo

Comparando março deste ano e  março de 2011, o número de homicídios apresentou um crescimento de 79,25% em São Paulo, segundo levantamento realizado pela…

Por Editorial MDT em 26/04/2012

Comparando março deste ano e  março de 2011, o número de homicídios apresentou um crescimento de 79,25% em São Paulo, segundo levantamento realizado pela Secretária de Segurança Pública. Os 42 casos a mais deste ano serviram ainda para elevar o índice em 14,22% na comparação entre o primeiro trimestre de cada ano.

No Estado, o primeiro trimestre registrou aumento de 7% nos homicídios dolosos. Foram 1.073 assassinatos, perante 1.002 no mesmo intervalo do ano passado. Com isso, o Estado novamente excedeu a linha epidêmica de 10 mortos a cada 100 mil habitantes.

O aumento foi estimulado pelo março violento deste ano, com 393 homicídios, 82 a mais que no mês do ano passado. Segundo a secretaria, ainda assim o número é inferior em relação ao do mesmo período de 2010, quando sucederam 407 casos no Estado.

O governo destaca que nos última década o número de homicídios caiu 72% e a taxa de assassinatos – que era de 35,27 para cada 100 mil habitantes em 1999 – ficou em 9,9 em 2011. No entanto o acréscimo de assassinatos, principalmente na capital, precisa ser analisado, de acordo com o delegado da Polícia Civil, Marcos Carneiro Lima.

 “O que pode ter havido é um ponto fora da curva”, afirmou. Segundo ele, diversos fatores podem colaborar para o acréscimo, até dias mais quentes e menos chuvosos, que fazem com que as pessoas bebam mais e se envolvam em mais conflitos.

Marcos explicou que os homicídios muitas vezes estão relacionados com situações inesperadas, como crimes passionais. “A sociedade está mais consciente, mas ainda há uma cultura de violência.”

Violência

Também é notável o aumento no número de estupros, tanto na capital paulista quanto no Estado.

Delitos como estupro, lesão corporal e tentativas de homicídio ainda apresentaram alta no primeiro trimestre deste ano, em relação, ao mesmo momento do ano passado. As tentativas de assassinato cresceram 19,06% na capital e 15,11% no Estado, no mesmo intervalo.

Também é notável o aumento no número de estupros, tanto na capital paulista quanto no Estado. Foram 84 casos a mais nos três primeiros meses só na capital, um crescimento de 13,91% – análoga ao do Estado, com 13,49%. Ocorrências de lesão corporal dolosa (com intenção) também aumentaram – 15,18% na capital e 9,23 no Estado.

Top