Editorial MDT 09/09/2013 Bem Estar

O ronco é um problema bastante comum e que é capaz de afetar a qualidade do sono, não apenas de seu portador, como também de todos que tentam dormir no mesmo ambiente. Conheça mais a respeito do assunto e saiba quais são as principais causas do ronco.

O ronco é um problema que atrapalha muito. (Foto: divulgação)

Por que o ronco acontece

Quando a pessoa inspira o ar enquanto dorme, há um relaxamento das estruturas da garganta, resultando em um estreitamento das vias aéreas. O resultado é que a passagem do ar acaba sendo forçada, provocando uma vibração dessas estruturas e gerando o barulho, conhecido popularmente como ronco.

Principais causas do ronco

Existem várias causas que podem resultar no estreitamento da passagem do ar. As principais causas de ronco são:

  • Características anatômicas individuais, como o tamanho das narinas e comprimento do pescoço;
  • Presença de comorbidades que forçam uma respiração bucal, como a rinite crônica e adenoidopatias;
  • Presença de obesidade, com aumento do tecido adiposo especialmente na região do pescoço;
  • Maus hábitos, como fumar, ingerir álcool em excesso e comer demais antes de ir dormir.

A respiração bucal é um dos motivos que leva ao ronco. (Foto: divulgação)

Sintomas do ronco

A respiração ruidosa não é o único sintoma que o indivíduo que ronca pode apresentar, e outras queixas bastante comuns são:

  • Sono não reparador;
  • Frequentes despertares noturnos;
  • Problemas cognitivos, como dificuldade de memória, concentração e atenção;
  • Fácil irritabilidade;
  • Sonolência diurna excessiva;
  • Cansaço constante.

Tratamento do ronco

Para tratar o ronco é preciso tomar algumas medidas importantes, como melhorar os hábitos antes de dormir, suspendendo o uso de álcool, tabagismo e de algumas medicações relaxantes antes de ir para cama, além de evitar dormir de barriga cheia ou virada para cima.

A prática de atividade física regular e a perda de peso são medidas importantes para combater esse tipo de problema. A maioria das pessoas também pode se beneficiar com a realização de fisioterapia, para fortalecimento da musculatura da garganta.

Uma consulta médica com otorrinolaringologista é fundamental para avaliar cada caso e ainda excluir a presença de problemas  que possam colaborar para a piora do quadro clínico, como desvios de septo, alergias, pólipos e tumores nasais ou hipertrofia das amigdalas e da adenoide.

Em algumas situações está indicado o uso de aparelhos intra-orais, capaz de ajudar no adequado posicionamento da mandíbula para frente, desobstruindo a passagem de ar pela garganta.

Sonolência diurna é um do sintomas de quem ronca. (Foto: divulgação)

O ronco é um problema bastante comum e pode afetar a qualidade de sono não apenas de seu portador, como também de qualquer pessoa que tente dormir no mesmo ambiente. Por isso é fundamental identificar o problema e procurar ajuda profissional para resolvê-lo de uma vez por todas.

Outros artigos

Em Nome do Pai: próxima novela das nove

05/12/2012

Em Nome do Pai: próxima novela das nove

“Salve Jorge” começou faz pouco tempo e já tem uma substituta a caminho. A rotina de gravações e preparação de elenco exige essa antecedência. Após tomar todas as me...

Maleta para Notebook, Modelos Preços

07/04/2011

Maleta para Notebook, Modelos Preços

Quem possui um notebook, sabe que se trata de um produto caro e frágil, que exige um cuidado a mais do dono, pois qualquer simples batida pode levar a danos bem ...

Banco Santander Empresarial

22/08/2011

Banco Santander Empresarial

O Banco Santander é uma das maiores empresas do ramo no país. São ideias e soluções para todos os tipos de clientes, pessoas físicas, jurídicas e assim por diant...