As piores grandes cidades do Brasil para morar

As piores grandes cidades do Brasil para morar

Um levantamento feito pela Delta Economics & Finance, empresa do ramo de consultoria econômica e financeira, que analisou diversas características dos municípios do país,…

Por Andre em 10/12/2014

Um levantamento feito pela Delta Economics & Finance, empresa do ramo de consultoria econômica e financeira, que analisou diversas características dos municípios do país, mostra quais são as piores grandes cidades do Brasil para morar.

As piores grandes cidades do Brasil para morar (Foto: Divulgação)

Conforme a consultoria, foram levados em conta aspectos relacionados à saúde, qualidade de vida, educação, segurança pública, economia, bem-estar, saneamento básico e até rede de serviços digitais (internet banda larga), para a elaboração do ranking.

Os dados analisados se referem às mais de 5.000 cidades brasileiras e também mostram o outro lado da moeda, ou seja, as melhores cidades do Brasil para morar, que são aquelas cujo desempenho na avaliação apresentou bons resultados.

As melhores cidades para abrir um negócio

As melhores cidades para trabalhar em 2015

As piores grandes cidades do Brasil para morar

Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, lidera o ranking (Foto: Divulgação)

Segundo a pesquisa realizada pela Delta Economics & Finance, o município de Duque de Caxias, localizado na região metropolitana do Rio de Janeiro, lidera o ranking das piores grandes cidades do Brasil.

A cidade, que tem mais de 870.000 habitantes, apresentou nota final de 18,93 pontos, tendo baixo desempenho em praticamente todas as características analisadas, principalmente nos itens governança, desenvolvimento, financeiro, digital e segurança.

Porto Velho, em Rondônia, também aparece na lista (Foto: Divulgação)

As 10 primeiras colocadas da lista são:

1º Duque de Caxias (RJ): 18,93 pontos

2º Belford Roxo (RJ): 30,48 pontos

3º Ananindeua (PA): 30,79 pontos

4º Porto Velho (RO): 32,30 pontos

5º Macapá (AM): 32,31 pontos

6º Vitória da Conquista (BA): 32,87 pontos

7º Várzea Grande (MT): 33,81 pontos

8º Santarém (PA): 34,16 pontos

9º Maceió (AL): 34,16 pontos

10º Caucaia (CE): 34,65 pontos

O outro lado do ranking

Maceió, em Alagoas, está entre as 10 piores (Foto: Divulgação)

Se as cidades citadas acima não apresentam boas condições para os seus moradores, de acordo com as características analisadas pela empresa de consultoria, aquelas que apresentaram bons resultados podem ser conhecidas como as melhores grandes cidades do Brasil.

Liderando esse outro lado do ranking está o município de Santos, no interior de São Paulo, que tem mais de 430.000 habitantes, cuja nota foi de 56,13 pontos. As 10 primeiras colocadas dessa lista são:

1º Santos (SP): 56,13 pontos

2º Belo Horizonte (MG): 55,77 pontos

3º Jundiaí (SP): 55,03 pontos

4º Blumenau (SC): 54,18 pontos

5º Campinas (SP): 53,95

6º São Bernardo do Campo (SP): 53,85 pontos

7º Mogi das Cruzes: 53,15 pontos

8º Mauá (SP): 53,14 pontos

9º Curitiba (PR): 52,88 pontos

10º Santo André (SP): 52,77 pontos

Top