As cidades brasileiras menos religiosas

É sabido que a religião faz parte da história da humanidade desde os tempos mais remotos. De modo geral, a religião se define como…

Por Paulo Lima em 09/05/2013

É sabido que a religião faz parte da história da humanidade desde os tempos mais remotos. De modo geral, a religião se define como o conjunto de crenças, símbolos, visões e maneiras de explicar o mundo, sua origem, sua finalidade e a ligação do ser humano com o universo espiritual.

A religião faz parte da história da humanidade desde os tempos mais remotos, afetando diretamente a cultura e os costumes de cada nação. (Foto: Divulgação).

Com base nesta sucinta descrição é fácil perceber o motivo que levou a humanidade a adotar uma determinada religião. Como a religião afeta o ser humano de maneira direta, é possível notar ao longo da história mudanças significativas na sociedade e na cultura influenciadas pela religião, mas, atualmente, esse panorama está sendo alterado e já é possível encontrar pessoas que se denominam sem qualquer crença ou religião.

Para lhe deixar por dentro do assunto, separamos a lista das cidades brasileiras menos religiosas. Confira e veja como esta nova realidade está afetando o nosso país.

As cidades brasileiras menos religiosas

Em Chui, no Rio Grande do Sul, mais da metade da população se declara sem religião. (Foto: Divulgação).

Chuí-RS: No topo do ranking dos municípios com maior número de agnósticos (pessoas que não seguem nenhum credo religioso) está Chuí, no Rio Grande do Sul, onde 54,04% da população apresente este tipo pensamento. Com cerca de 6 mil habitantes, a cidade gaúcha possui o maior índice de pessoas que se declaram sem religião do país.

Veja mais sobre o assunto em: Segundo Censo, 8% dos brasileiros não possuem religião.

Álvaro de Carvalho-SP: Ainda segundo o ranking do censo do IBGE (Instituto brasileiro de geografia e estatística) datado de 2010, a cidade com o segundo maior número de brasileiros considerados sem religião é Álvaro de Carvalho-SP com cerca de 5 mil habitantes, dentre os quais 40,12% são agnósticos, 42,68% declaram-se católicos e 13,17% e são evangélicos.

Cerca de 40% da população de Álvaro de Carvalho não têm religião. (Foto: Divulgação).

Gaúcha do Norte-MT: Em terceiro lugar, está a cidade Gaúcha do Norte, no Mato Grosso, com 38,65% dos habitantes declarados sem religião. Entretanto, mais da metade de sua população é cristã. Ela é composta de 45% de católicos e 15% de evangélicos. A cidade possui pouco mais de 6 mil moradores.

Confira também: Os 10 países mais católicos do mundo em 2013.

Abaixo, você pode conhecer as demais cidades menos religiosas do Brasil que compõem as dez primeiras posições do ranking:

• 4º. Roteiro-AL: 37% sem religião
• 5º. Barra de Santo Antônio-AL: 34% sem religião
• 6º. Porto Rico do Maranhão-MA: 32,29% sem religião
• 7º. Jaguaripe-BA: 32,28% sem religião
• 8º. Itanagra-BA: 31% sem religião
• 9º. Paranho-MS: 30% sem religião
• 10º. Japeri-RJ: 29% sem religião

Top