As carreiras mais escolhidas por psicopatas

O psicólogo Kevin Dutton, da Universidade de Cambridge, acaba de lançar um livro que apresenta as carreiras mais escolhidas por psicopatas. A obra “A sabedoria dos…

Por Editorial MDT em 22/11/2012

O psicólogo Kevin Dutton, da Universidade de Cambridge, acaba de lançar um livro que apresenta as carreiras mais escolhidas por psicopatas. A obra “A sabedoria dos psicopatas: lições na vida de santos, espiões e serial killers” (em inglês, “The wisdom of psychopaths: lessons in life from saints, spies and serial killers”) explica que esse distúrbio de personalidade está mais presente em profissões consideradas menos humanas e mais objetivas.

Objetividade e frieza de algumas profissões faz ser maior o número de potenciais psicopatas presentes nelas (Foto: divulgação)

Veja aqui como identificar um psicopata no trabalho.

Carreiras com mais psicopatas

É o caso, por exemplo, dos executivos, que encabeçam a lista das profissões com mais psicopatas. Em seguida, aparecem os advogados. Profissionais de rádio e TV, comerciantes, cirurgiões, jornalistas, policiais, membros do clero, chefs de cozinha e funcionários públicos também fazem parte do levantamento feito por Dutton. O que existe em comum entre esses profissionais são a objetividade e a frieza que muitas vezes é esperada deles em seu dia a dia. Do mesmo modo, psicopatas costumam ser antissociais, egocêntricos, impulsivos, insensíveis, manipuladores, narcisistas e persuasivos, além de bastante superficiais ao expressar suas emoções.

Psicopatas costumam expressar suas emoções com superficialidade (Foto: divulgação)

Carreiras com menos psicopatas

No lado oposto, as profissões com menos psicopatas são as que buscam construir fortes vínculos humanos e valorizar os sentimentos, como a empatia e a compaixão pelo próximo, em contraste com profissões em que se busca o poder, como nos casos anteriores. Lideram o ranking dos menos psicopatas os trabalhadores da área da saúde, como os agentes de saúde, os enfermeiros e os terapeutas. Também estão presentes os assistentes sociais e os médicos. Fora do ramo da saúde estão os artesãos, cabeleireiros, professores, artistas e contadores.

As carreiras em que os profissionais têm menos tendência a serem psicopatas valorizam os vínculos humanos (Foto: divulgação)

Confira abaixo as duas listas completas dos dez profissionais com mais e com menos tendências à psicopatia.

Carreiras com mais psicopatas

Carreiras com menos psicopatas

1. CEO 1. Agente de saúde
2. Advogado 2. Enfermeiro
3. Profissional de mídia (TV ou rádio) 3. Terapeuta
4. Comerciante 4. Artesão
5. Cirurgião 5. Esteticista e cabeleireiro
6. Jornalista 6. Assistente social
7. Policial 7. Professor
8. Membro do clero 8. Artista
9. Chef de cozinha 9. Médico
10. Funcionário público 10. Contador

Top