Arritmia cardíaca em bebês

Após estudos internacionais, foi comprovado que cerca de 10 % da população mundial, apresenta algum tipo de arritmia cardíaca. Em nosso país, esse número…

Após estudos internacionais, foi comprovado que cerca de 10 % da população mundial, apresenta algum tipo de arritmia cardíaca. Em nosso país, esse número pode ser ainda maior, no entanto, até o momento não há estudos que comprovem esse fato. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre a arritmia cardíaca em bebês.

Saiba como a obesidade e tabagismo aumentam as chances de problemas cardíacos em bebês.

O tabagismo pode afetar o desenvolvimento cardíaco do bebê. (Foto: divulgação)

Conheça mais sobre os dados de arritmia em bebês

Segundo o HCor (Hospital do Coração em São Paulo), já foram realizadas mais de 400 cirurgias de correção de arritmias em crianças, em nossos país. Esse serviço atende, em média, mais de 30 crianças com suspeita do problema por mês, sendo que as cirurgias correspondem a 25% dos casos. Infelizmente, o número de crianças com algum problema cardíaco, vem crescendo com o passar dos anos. Para se ter uma ideia, entre os anos de 2008 e 2010, houve um aumento de 30% dos casos.

Saiba quais são as principais causas das arritmias cardíacas

A maioria dos casos de arritmias cardíacas ou outros problemas cardíacos estão relacionados a problemas congênitos, ou seja, alguma malformação que surgiu durante a gestação. Apesar disso, as arritmias também podem se manifestar após a realização de cirurgias de correção das malformações.

As arritmias nos bebês podem surgir após a correção das malformações do coração. (Foto: divulgação)

Aprenda a prevenir o problema

É de extrema importância que a mãe realize um pré-natal de qualidade, de modo a prevenir futuras consequências. Assim, recomendamos que a gestante acompanhe toda a gestação com um médico de confiança, para que os problemas cardíacos, como as arritmias, sejam detectados precocemente. Além disso, a gestante deve evitar ao máximo, os hábitos de fumar, de beber, o uso de drogas ilícitas ou de qualquer medicamento, sem a orientação de um especialista.

Continuar Lendo  Rolinho gelado para o rosto

Reconhecendo a evolução das arritmias cardíacas

Em geral, as arritmias cardíacas, se caracterizam como alterações do ritmo dos batimentos cardíacos. Porém, quando o problema possui um grau leve, a criança pode ser tratada, levando uma vida normal. Por outro lado, algumas arritmias podem ser identificadas mais tardiamente, não podendo ser totalmente curadas, deixando alguma sequelas no coração ou cicatriz externa.

Conheça as dicas para prevenir as arritmias infantis

  • A maioria das doenças do coração que acometem as crianças é hereditária. Assim, os pais devem ter cuidados redobrados quando existe algum registro de alguma arritmia na família.
  • As avaliações médicas no início da gestação, são fundamentais para a identificação  e o controle desses problemas.

    Saiba como prevenir as arritmias cardíacas em bebês. (Foto: divulgação)

A realização do pré-natal durante a gestação é muito importante para evitar qualquer problema futuro no bebê que está sendo gerado. Após conhecer mais sobre a arritmia cardíaca em bebês, é ideal buscar a orientação de um especialista.

Saiba o que é arritmia cardíaca.

Top