Ar Seco: Dicas para Amenizar os Desconfortos Causados pela Baixa Umidade

  A umidade do ar é definida pelo vapor de água existente no ar atmosférico, a sua medida consiste em verificar o quanto desse…

Por Redacao em 30/06/2011

 

A umidade do ar é definida pelo vapor de água existente no ar atmosférico, a sua medida consiste em verificar o quanto desse vapor foi captado para notar quando se iniciará a chuva. Essa verificação é identificada principalmente através do aparelho higrômetro, porém, há outras maneiras de ver, como neblinas e nevoeiros. Quando o tempo fica seco, devido à falta de chuvas, o ar passa a ter pouca umidade, afetando grande parte da população com os problemas respiratórios.

Muitas pessoas sofrem com a baixa umidade do ar, que pode trazer sangramentos nasais, tonturas e mal-estar físico.

Isso se dá, como já mencionado, por causa da ausência de chuvas e também por ocorrer a elevação da temperatura climática, deixando os dias mais secos. As pessoas afligidas, acabam tendo sintomas como dificuldades ao respirar, olhos irritados e vermelhos com ardência, garganta irritada e inflamada, outras pessoas com problemas de saúde relacionados, podem ter agravadas a renite, sinusite, asma, bronquite e alergias na cútis e olhos.

Essa situação é extremamente difícil, e quando se inicia, deve-se buscar ajuda médica, para não agravar o quadro, principalmente de crianças e idosos. Mas como atenuar os sintomas?  Primeiramente, é necessário ter cuidados pontuais, como manter-se sempre bem hidratado, consumindo água com frequência, sucos de frutas e água de coco. O ambiente deve passar por higienização freqüente, para se retirar poeiras, que acabam piorando ainda  mais a situação, por isso troque lençóis e fronhas sempre. Mantenha os móveis livres de pó, para que a pessoa não o respire.

Hoje, existem os aparelhos umidificadores de ar, mas você também pode optar por colocar água em uma bacia dentro do quarto, sala, ou outro ambiente em que estiver, essa medida, auxilia muito em aumentar a umidade do ar. Outra possibilidade é utilizar toalhas molhadas, funcionam tanto quanto as bacias de água.  É necessário também, cuidar da pele, pois se não ficar bem hidratada, perde água, acarretando mais ainda a desidratação, causando ressecamento, portanto, passe creme no corpo diariamente. Outra medida seria utilizar o soro fisiológico para lavar a região dos olhos e das narinas com frequência diária.

Quando a umidade chega a ficar em 12%, o estado é de emergência, e não é recomendado pratica de exercícios físicos, aglomeração de pessoas em locais fechados, deve-se beber muita água e outros líquidos, lavar os olhos e narinas com soro fisiológico, usar em quartos vaporizadores, toalhas úmidas, para evitar maiores transtornos.

De acordo com pesquisas realizadas, durante o tempo seco, as condições respiratórias são forçadas em seu limite, para assim permitir que o pulmão não sofra danos pela ausência da umidade que requer para oxigená-lo. Por fazer essa força, ocorrem desgastes que levam ao um risco maior de acontecer problemas cardiovasculares, que infelizmente tem atingido algumas pessoas em nosso país, levando até mesmo a morte.

Portanto, veja mais algumas dicas e procure aplicá-las sempre que o clima estiver desfavorável:

Quando a temperatura estiver maior que 28 graus, se vista com roupas leves e práticas,  não tome banhos demasiadamente quentes, por causam ressecamentos da pele, e de preferência, não permaneça em ambientes que tenham ar condicionado.

Siga essas dicas, mas sempre procure auxilio médico em casos de crises durante essa época, e viva de bem com a saúde.

Top