Aprenda a dizer “não” para o seu filho

Para que o seu filho seja independente, seguro e equilibrado, é preciso saber dizer “não” para ele. Uma criança que tem todas as suas…


Para que o seu filho seja independente, seguro e equilibrado, é preciso saber dizer “não” para ele. Uma criança que tem todas as suas vontades acatadas ficará muito frustrada no futuro, porque ela ouvirá muitos “nãos” no mundo afora, desde a época escolar até a profissional. Por isso, ficará deprimida, irritadiça e descontrolada. Sendo assim, aprenda a dizer “não” para o seu filho.

Os pais de hoje trabalham o dia inteiro enquanto os seus filhos estão na escola. Então, quando chegam em casa, querem dar toda a atenção a eles, dando-lhe tudo o que não puderam quando estavam concentrados no serviço. No entanto, essa é uma criação errada e, mesmo que você passe o dia todo longe dos seus filhos, saiba que o melhor para eles é que tenham limites do que é permitido e do que não é.

Portanto, tenha conversas firmes com eles, dizendo-lhes tudo o que eles podem e o que não podem fazer ou pedir. Entretanto, se as crianças tiverem menos de 6 anos, o discurso terá que ser repetido mais vezes, pois elas têm mais dificuldade de concentração.

Para que as crianças compreendam melhor as suas regras, elas devem seguir uma rotina diária. Por exemplo, ao acordar, elas vão direto para o chuveiro. Depois, tomam o café da manhã, escovam os dentes e entram no carro para irem à escola. Na volta, almoçam e fazem as tarefas de casa. À tarde, tomam o café, brincam um pouco e jantam. Então, assistem televisão, lêem um livro e dormem. Se essa rotina for seguida diariamente, não haverá como elas sair dela porque estarão acostumadas a cumpri-la.

Antes de ir ao supermercado, por exemplo, explique à criança o que ela poderá pedir. Com esse trato feito, vocês podem entrar no local. Porém, se mesmo assim ela quiser algo que não estava nos planos, não ceda às suas vontades. Diga-lhe “não” firmemente e que tudo havia sido combinado com antecedência.

Leia Também:  Coleção de esmaltes Adriane Galisteu

Contudo, há crianças que ao serem contrariadas fazem escândalos, esperneiam e gritam no chão do supermercado. Se o seu filho fizer isso, seja forte, diga que não vai comprar o que ele quer, pegue-o no colo e leve-o para o carro para terem uma conversa em particular. Diga que você ficou muito triste e que, se ele continuar a agir dessa maneira, você não poderá mais levá-lo ao supermercado.

Por fim, diga aos seus filhos que há datas especiais no ano em que eles ganharão presentes como o aniversário, o Natal e o Dia das Crianças. Portanto, se não for uma dessas datas, eles não poderão pedir nenhum brinquedo ou presente.

Saiba falar “não” agora para os seus filhos para que eles não sofram no futuro, quando o mundo lhes dirá vários “nãos”. Então, essa é, antes de tudo, uma medida protetiva para não criar adultos inseguros, dependentes e mimados.

Top