Aprenda a Combater o Estresse

Atualmente, ninguém está livre de ficar nervoso, é muito difícil encontrar alguém que não fica estressado pelo menos uma vez ao dia. Seja com…

Atualmente, ninguém está livre de ficar nervoso, é muito difícil encontrar alguém que não fica estressado pelo menos uma vez ao dia. Seja com a lentidão no trânsito, com a correria do trabalho, as crianças em fase de desenvolvimento, uma reunião importante etc. Todos esses fatores que causam o estresse, nada mais são do que uma reação de defesa natural do nosso organismo. Para viver melhor separamos uma pequena lista com ótimas sugestões para você encarar melhor todos os problemas sem se descabelar.

A solução mais importante é aprender a se preocupar com o necessário apenas. Se o nível de estresse for muito alto, a pessoa fica sem motivação, se dispersa rapidamente, mostra-se insensível e insatisfeita. Caso tenha muitas tarefas para realizar, e muita coisa na cabeça, acalme-se e procure dar importância ao que realmente é necessário, pois, se o problema não possui nenhuma solução, então ele é um falso problema.

Procure resolver o que der para resolver hoje, se não deu, deixe para amanhã. É muito importante fazer uma coisa de cada vez. Você não pode ficar focado em uma área única área. Divida sua agenda em trabalho, família, lazer, e lembre-se: o primeiro mandamento é você, inclua-se na sua própria agenda, procure encontrar ferramentas que você também possa usufruir.

Faça exercícios físicos como: natação, speening, caminhada, ou qualquer outro, o importante é se desligar de sua rotina diária. Busque fazer o que você gosta, e não somente o que deve fazer. Conduza uma vida saudável, respeitando 8 horas de sono diárias, adotando uma boa alimentação e praticando atividades físicas, os quais são muito difíceis de fazer no dia-a-dia.

Porém se a pressão ainda é muito grande, você ainda pode procurar terapia, a qual te ajudará a gerenciar melhor o seu dia a dia, e consequentemente a melhorar a qualidade de vida. A terapia ajuda a nos tornarmos mais conscientes de nossos limites, de nossas competências, desse modo, tornando nosso comportamento mais previsível.

Leia Também:  Claudia Leitte: Férias do Palco

O estresse não pode ser medido, porém existem sinais que nos mostram que uma pessoa pode estar passando por más situações, como por exemplo: insônia, dificuldade de atenção e memorização. A pessoa começa a agir diferente, podendo ter fraqueza, dores no estômago, irritabilidade dores musculares, entre outros.

Quando chegar a este ponto, é muito importante parar e analisar todos os fatores que estão contribuindo para esse agravamento e procurar ajuda. Pois, do contrário, a situação tenderá a ficar pior, e começara a comprometer tanto sua vida profissional, como pessoal.

Top