Aposentadoria Aumento

Aposentadoria Aumento

Depois de quase quatro horas de reunião, o governo e as principais centrais sindicais fecharam um acordo que prevê a concessão de reajuste real…

Por Isabella Moretti em 22/12/2015

Depois de quase quatro horas de reunião, o governo e as principais centrais sindicais fecharam um acordo que prevê a concessão de reajuste real para os aposentados e pensionistas que ganham acima de um salário mínimo. Ficou pactuado que serão concedidos aumentos equivalentes à taxa de inflação do período mais 50% do aumento do PIB de dois anos anteriores (em 2016, por exemplo, o cálculo será feito com base no PIB de 2015). Isso significa, em termos práticos, um reajuste, em 2016, da ordem de 10% de aumento real.

Aposentadoria Aumento (Foto: Exame)

Aposentadoria Aumento (Foto: Exame)

Aposentadoria Aumento

O impacto na folha de pagamento será de cerca de R$ 3 bilhões, já autorizado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo declararam os ministros da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, e da Secretaria Geral da Presidência, Ricardo Berzoini. O aumento deve ser maior dos que os 6% dado no início de 2015.

Leia mais informações sobre: Nova revisão do teto de aposentadoria 2015

Trâmite do aumento

O acordo fechado e será transformado em projeto de lei a ser votado no Congresso o quanto antes, prevê ainda a flexibilização do fator previdenciário que passaria a funcionar com a regra que está sendo chamada de 85-95. Tal fator refere-se à soma, para fins de aposentadoria, da idade com o tempo de contribuição. Para mulheres esta soma deve resultar em 85 e, para os homens, em 95.

Aumento deve chegar a 10% em 2016 (Foto: Exame)

Aumento deve chegar a 10% em 2016 (Foto: Exame)

A aposentadoria passar por algumas mudanças entre os anos de 2014 e 2015, a tendência é que seu valor suba de acordo com os reajustes propostos pelo Governo Federal. O benefício previdenciário passará a ter um valor mais relevante para suprir as despesas básicas dos aposentados.

Valor passou por debates

Depois de muitos debates na câmera de deputados, foi decidido que o salário mínimo dos aposentados terá um acréscimo de 6,5%, uma medida que a Previdência Social acatou beneficamente. O apesar de o aumento ser considerado “sutil” para muitos brasileiros, a medida mostra que o Governo Lula está preocupado com as condições de vida dos aposentados.

Aumento acontece por meio de vários cálculos (Foto: Exame)

Aumento acontece por meio de vários cálculos (Foto: Exame)

Com o reajuste da aposentadoria, a tendência é que o fator previdenciário seja definitivamente instinto e torne desnecessário o cálculo em tabelas. Alguns beneficiados pela medida acreditam que 6,5% é um valor escasso, por isso os aposentados ainda reivindicam 9,0% para o reajuste nos próximos meses.

Leia mais informações sobre: Aposentadoria: quem tem direito

Com base no PIB

A alteração no salário dos aposentados se deve ao novo PIB brasileiro (Produto Interno Bruto) que demonstra uma situação positiva para a economia nacional. A aprovação do reajuste só foi efetuada quando condições objetivas foram apresentadas ao congresso, agora é esperar como a lei funcionará nos próximos meses e seu impacto sob a economia.

Aumento proporciona mais tranquilidade de vida (Foto: Exame)

Aumento proporciona mais tranquilidade de vida (Foto: Exame)

O reajuste salário dos aposentados INSS foi uma proposta apurada cuidadosamente pelo Cobap (Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas). Segundo o estudo de economistas, o acréscimo deve se mostrar proporcional a infração do Brasil para não trazer prejuízos ao país.

Outro fator que influenciou na remuneração dos aposentados do INSS foi a aprovação do novo salário mínimo nacional, que passa a ser válido a partir de fevereiro e corresponde a R$510,00. Segundo o ministro da previdência José Pimentel, o novo mínimo será pago aos aposentados no dia 25 de janeiro. Outras políticas de valorização do idoso serão discutidas ao longo de 2016, então aguarde por mais informações.

Top