Aplicação hidrogel o que é e seus riscos

As informações sobre aplicação hidrogel o que é e seus riscos têm sido muito procuradas nos últimos dias, por causa da internação da modelo…

Por Andre em 04/12/2014

As informações sobre aplicação hidrogel o que é e seus riscos têm sido muito procuradas nos últimos dias, por causa da internação da modelo Andressa Urach, em decorrência de uma infecção na coxa, que surgiu devido a um procedimento estético utilizando esse produto.

Aplicação hidrogel o que é e seus riscos (Foto: Divulgação)

Como se trata de um produto muito procurado por quem deseja mudar a aparência, é fundamental saber tudo sobre ele antes de utilizá-lo, pois ele pode trazer sérios problemas para a saúde, se não for usado corretamente.

Melhores clínicas de cirurgia plástica do Brasil

Cirurgia plástica: quanto custa

Aplicação hidrogel o que é e seus riscos

Muitas mulheres aproveitam o produto para deixar as pernas mais grossas (Foto: Divulgação)

O hidrogel é um produto utilizado principalmente para o preenchimento e o aumento de volume em determinadas regiões do corpo, como o bumbum e as coxas, para deixá-las em simetria. Além disso, ele também costuma ser usado para diminuir celulites, pequenas rugas no rosto e até cicatrizes, melhorando o aspecto visual da pessoa.

A sua utilização deve acontecer em pequenas quantidades, já que a substância não é indicada para preencher nádegas ou pernas, por exemplo, com o objetivo de aumentá-las, procedimento que acaba sendo adotado por muitas pessoas. E é aí que surgem alguns dos riscos do hidrogel.

Hidrogel detalhes sobre sua composição

O termo hidrogel pode se referir, basicamente, a três produtos. O mais usado deles traz poliamida e água na fórmula. Os outros dois são o de polimetilmetacrilato, mais conhecido pela siga PMMA, e o ácido hialurônico.

Quem pode e não pode usar aplicação hidrogel

Se não aplicado corretamente e usado com moderação, o hidrogel pode causar vários problemas (Foto: Divulgação)

Pessoas com infecções, baixa imunidade, problemas sanguíneos e diabetes, além daquelas que tiveram câncer recentemente, não podem usar o produto. A aplicação de hidrogel pode ampliar infecções, trazendo sérias consequências para o paciente.

Para quem não faz parte desses grupos, é recomendável passar por uma avaliação médica, antes de optar pelo procedimento, e usar quantidades mínimas do produto.

Os principais riscos do hidrogel

Como o produto é aplicado sob a pele, há o risco de ele ser injetado em um vaso e comprimi-lo, especialmente quando usado em grandes quantidades, levando a uma isquemia, que por sua vez pode resultar em necrose da pele.

Existe ainda o risco de ele comprimir um nervo importante e provocar fortes dores, além de ser injetado equivocadamente dentro de um vaso sanguíneo, levando ao surgimento de trombose. O produto pode causar também embolia pulmonar, hematomas, alergia e até levar à morte.

Como identificar especialistas para aplicação de hidrogel

A aplicação do hidrogel deve ser feita por um médico (Foto: Divulgação)

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a aplicação de hidrogel deve ser feita pelo médico, pois ele conhece bem a anatomia e sabe por onde passam os principais vasos e as complicações que o procedimento pode causar.

Se você está pensando em usar o produto e quer saber se o profissional é capacitado para realizar a aplicação, uma medida interessante é entrar em contato com o Conselho Regional de Medicina do seu estado, o Conselho Federal de Medicina, a própria SBD ou a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

As principais clínicas para aplicar hidrogel

Há várias clínicas para aplicação de hidrogel, em todo o Brasil. Mas antes de escolher uma delas, você deve verificar se o local possui autorização para a prática do procedimento e se conta com médicos e especialistas na área.

Tais informações podem ser solicitadas junto ao Conselho Regional de Medicina do seu estado, o Conselho Federal de Medicina, a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ou mesmo na Anvisa.

Cuidados depois da aplicação do hidrogel

Ele pode ser usado também para preencher rugas e deformidades faciais (Foto: Divulgação)

Entre as recomendações para o período seguinte à aplicação estão o repouso e evitar a exposição ao sol até que os hematomas desapareçam, além de outras. Dependendo da região em que o produto for aplicado, também pode ser preciso usar cinta de compressão e dormir de bruços ou de lado durante alguns dias.

Normalmente, a recuperação do paciente demora de cinco a 10 dias.

Pessoas que tiveram sucesso na aplicação do hidrogel

Graciella Carvalho é outra famosa que já usou hidrogel (Foto: Divulgação)

Quando usado adequadamente e em quantidades mínimas (especialistas recomendam 2 ml no máximo, para preencher rugas e deformidades faciais), o hidrogel costuma não trazer problemas e oferecer resultados satisfatórios, como os obtidos por várias pessoas, tanto famosos quanto anônimos.

Pessoas que não tiveram sucesso na aplicação do hidrogel

Andressa Urach teve sérios problemas por causa do uso exagerado do produto (Foto: Divulgação)

Mas há também o outro lado, o das pessoas que não tiveram sucesso na aplicação do hidrogel, justamente por exagerarem no uso do produto ou por fazer o procedimento com pessoas que não eram capacitadas.

O caso mais famoso é justamente o da modelo e apresentadora Andressa Urach, que está internada em um hospital de Porto Alegre. As complicações foram causadas pela aplicação de 400 ml do produto em cada perna, quantidade exageradamente acima da recomendável.

Recentemente, uma mulher morreu em Goiânia, depois de aplicar o produto com o objetivo de aumentar o bumbum. E a também modelo e apresentadora Graciella Carvalho foi outra pessoa que teve problemas com o hidrogel. A celebridade teve que passar por uma cirurgia às pressas, para retirar o produto das pernas.

Top