Anvisa suspende venda de lote de pipoca por substância cancerígena

O mercado alimentício está passando por uma crise de confiabilidade. Analise o número de denuncias de irregularidades que surgiram nos veículos de comunicação, nos…

O mercado alimentício está passando por uma crise de confiabilidade. Analise o número de denuncias de irregularidades que surgiram nos veículos de comunicação, nos últimos tempos. Depois de bebidas, agora até a pipoca está com problemas. Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da distribuição e comercialização de um lote da pipoca da marca Brasileira.

A pipoca contaminada deve ser retirada do mercado (Foto: Divulgação)

Análise mostra problemas com pipoca

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (24 de outubro). Segundo informações da Anvisa, uma análise feita pelo Instituto Octávio Magalhães da Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, chegou na conclusão de que um dos lotes da marca possui uma quantidade da substância aflatoxina bem maior do que o limite do máximo aceito pelas regras brasileiras.

Entenda melhor o problema da substância encontrada na pipoca

A aflatoxina, substância encontrada na pipoca proibida pela Anvisa, é uma substância que é produzida por um fungo. O problema dessa substância começa quando ela aparece em grande quantidade, pois  pode ter um efeito cancerígeno, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Pipocas contaminas são retiradas de circulação (Foto: Divulgação)

Empresa não se defendeu com relação a fabricação de produtos

O lote que apresentou esse problema é de número 123, com fabricação em 1º de abril de 2013 e validade até 1º de março de 2014. A empresa que fabrica as pipocas não chegou a comentar a proibição e nem emitiu nenhum tipo de nota comunicando a decisão da Anvisa e orientando os seus consumidores e parceiros comerciais.

Enquanto isso, nós, consumidores, temos que tomar muito cuidado com o que comemos e bebemos, pois além dos problemas de fabricação com relação ao processo de higiene, existe também problemas com as consequências de substâncias que existem nos alimentos que podem fazer muito mal para nosso organismo e gerar as doenças que muitos não sabem a explicação de sua existência. Somos o que comemos, nossa saúde depende disso, por isso é preciso atenção com o que se coloca na mesa.


Top