Anvisa mantém venda do sibutramina: entenda

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) resolveu manter o comércio de sibutramina no Brasil. A decisão foi tomada pela diretoria colegiada nesta segunda-feira…

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) resolveu manter o comércio de sibutramina no Brasil. A decisão foi tomada pela diretoria colegiada nesta segunda-feira (27), por dois votos a um.

Sibutramina continuará sendo vendida no Brasil. (Foto:Divulgação)

A Anvisa resolveu manter o emagrecedor no mercado após realizar vários testes com a fórmula. De acordo com os membros da agência, a substância ajuda no tratamento contra a obesidade, mas requer prescrição médica.

A sibutramina continua no mercado porque os seus riscos não são superiores aos benefícios. No entanto, o consumo da substância requer cautela.

Venda de sibutramina no Brasil

As regras para o uso da sibutramina permanecem as mesmas de outubro de 2011. Nesta época, a Anvisa aumentou o controle do medicamento e definiu restrições para a venda.

Entre as regras mais rigorosas que foram impostas, vale ressaltar a validade da receita médica, que passou de 60 dias para 30 dias. A medida foi adotada principalmente depois que os estudos comprovaram o aumento no risco de doenças cardiovasculares entre os consumidores do emagrecedor.

A sibutramina é usada no tratamento contra obesidade. (Foto: Divulgação)

Em outros países, como Estados Unidos, Canadá e Austrália, a comercialização da sibutramina foi banida por causa dos efeitos adversos.

De acordo com Dirceu Barbano, diretor-presidente da Anvisa, a decisão tomada nesta segunda-feira será válida por pelo menos dois anos. Depois deste período, um novo relatório será publicado pela agência sobre a manutenção ou proibição do emagrecedor.

Os medicamentos à base de sibutramina são classificados como B2, ou seja, só podem ser vendidos sob prescrição médica. Com as regras que entraram em vigor em 2011, o médico precisa assinar um termo de compromisso, juntamente com o paciente.

Continuar Lendo  Os maiores vilões da dieta

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária fiscaliza os remédios para perder peso. Confira os emagrecedores proibidos pela Anvisa.

Sobre a sibutramina

A sibutramina é um inibidor de apetite de uso oral, sendo indicada para casos de obesidade. Comercialmente, este medicamento também pode ser conhecido como Plenty ou Reductil.

A sibutramina tem efeitos colaterais. (Foto:Divulgação)

Apesar de contribuir com a perda de peso, a sibutramina possui efeitos colaterais, como boca seca, dores de cabeça, batimentos cardíacos acelerados, formigamentos, aumento da pressão arterial, modificação no paladar, náuseas, nervosismo, tontura, entre outros. O consumo indevido da substância pode levar a pessoa a sofrer um ataque cardíaco.

O uso de sibutramina para emagrecer só não é indicado em casos de gravidez, amamentação, bulimia e anorexia nervosa. Descubra como a sibutramina age no organismo.

Top