Antecipar compras de Natal garante economia

O mês de dezembro se aproxima e as listas para os presentes de Natal só crescem. O consumidor que antecipar as compras para o…

O mês de dezembro se aproxima e as listas para os presentes de Natal só crescem. O consumidor que antecipar as compras para o começo do mês natalino, poderá gastar até 50% menos do que os que deixar para comprar próximo a data. Mas para economizar vale pesquisar os preços.

Antecipar é a melhor maneira de esquivar dos reajustes que são feitos nos dias antes dos feriados de fim de ano. “Como a maioria das pessoas deixa as compras para a última hora, o lojista tem custos maiores, como a contratação de funcionários para os últimos dias e gastos com estoque. Por isso, o preço tende a aumentar “ diz Gustavo Cerbasi, consultor financeiro. O consultor também ressalta que as pessoas que vão comprar perfumes, brinquedos, roupas e DVDs comprem somente se tiverem certeza que o presenteado irá gostar, pois com a antecipação das compras, os prazos de troca diminui também, o que pode vir a gerar algum transtorno.

Uma das opções para se presentear e gastar pouco é o vale-presente. “Quando a pessoa está em dúvida, é interessante perceber que o vale-compras é economicamente interessante, pois o presenteado poderá adquirir mais produtos após o Natal – quando começa a época de liquidações – do que na véspera.”, diz Álvaro Modernell, consultor financeiro. Para ele, o melhor período de compra para o Natal é até o dia 10 de dezembro, pois após esta data, o comércio passa a ficar mais cheio. Alguns representantes do comércio chegam a afirmar que as pessoa que anteciparem as comprar tem maiores chances de conseguirem abatimento ou melhores formas de pagamentos.

 

A compra a vista é uma das que mais se conseguem descontos. Pois com dinheiro na mão, a possibilidade de barganhar é grande. Alguns comerciantes dão no mínimo o desconto de 4%, valor esse que é pago sobre cada venda para as empresas administradoras de cartão de crédito.

Já para  Reinaldo Domingues, educador financeiro, o consumidor pode sim economizar até 50% das comprar de final de ano, se este mesmo não se prender a marcas. “É importante não fechar os olhos para os similares. Não seja fiel às marcas. Seja fiel às informações técnicas, pois nem sempre pagar pela marca é um bom negócio.”

Em uma pesquisa feita em lojas virtuais, nota-se que enquanto essas lojas vendem uma TV de LCD com 32” por R$ 1.699, um comerciante com loja física oferece um modelo similar e mais um de 24” pelo mesmo valor.

 


Top