Antecipação da restituição do IR: saiba mais

O contribuinte conta com a possibilidade de antecipar a reinstituição de imposto de renda. Esta escolha costuma ser feita quando não é possível esperar…

O contribuinte conta com a possibilidade de antecipar a reinstituição de imposto de renda. Esta escolha costuma ser feita quando não é possível esperar a liberação de lotes da Receita Federal para ter os valores ressarcidos.

Ao antecipar a restituição do IR, o contribuinte não precisa esperar a liberação dos lotes da Receita. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Documentos para declarar imposto de renda 2013

Reinstituição de IR antecipada pelos bancos

Os principais bancos brasileiros oferecem o serviço de antecipação da reinstituição de IR, mas costumam cobrar taxas para fazer o ‘empréstimo’. Os valores de juros variam de acordo com a instituição e com a linha de crédito, mas ficam entre 1,59% e 2,99% ao mês.

Os bancos chegam a antecipar 100% da reinstituição, mas trabalham com um limite de crédito e estipulam suas próprias regras para os serviços. Os principais bancos já decidiram os seus valores para a reinstituição de IR 2013, exceto a Caixa Econômica Federal.

Os bancos antecipam até 100% da restituição do IR. (Foto:Divulgação)

Veja a seguir os valores oferecidos pelos principais bancos:

– Banco do Brasil: tem limite de empréstimo de R$ 20 mil e os juros mensais são a partir de 2,13%;

– Santander: concede a reinstituição a partir de 100 reais e os juros mensais são de 1,59% para mais;

– HSBC: o limite do empréstimo é de R$ 300 a R$ 300 mil. Os juros mensais são de 2,99%;

– Itaú: a reinstituição é liberada a partir de R$ 500 e os jutos cobrados são de 1,9% para mais;

– Bradesco: o limite de empréstimo é de até 20 mil e os juros cobrados ao mês são de 1,89% para mais.

Antecipar a reinstituição de IR ou não?

Apesar do crédito da reinstituição de imposto de renda ser obtido com facilidade, os especialistas em finanças não consideram um bom negócio. A reinstituição antecipada deve acontecer apenas em casos de urgência, como por exemplo, o contribuinte que precisa do dinheiro para quitar uma dívida com juros altos, como o cheque especial ou o cartão de crédito.

A antecipação só é um bom negócio se for para quitar uma dívida com juros altos. (Foto:Divulgação)

A antecipação é uma solução positiva para quem deseja substituir uma dívida cara por uma mais barata. No entanto, antes de obter o crédito, a pessoa deve fazer uma pesquisa e comparar as taxas e benefícios dos bancos.

Leia Também:  Leilão de Motos 2010-2011 SP, RJ, BH

O contribuinte que deseja comprar algum bem com a reinstituição antecipada, como uma moto ou carro, deve evitar este negócio e procurar outra linha de crédito, isto é, com taxas de juros mais em conta, como o empréstimo consignado.

Ao antecipar a reinstituição pelo banco, o contribuinte aumenta o risco de cair na malha fina e ter o seu pagamento bloqueado pela Receita Federal. A instituição financeira que cedeu o crédito vai debitar o valor devido e cobrar a dívida normalmente, mesmo se o cliente não for reinstituído. Para evitar este tipo de problema, é importante preencher a declaração corretamente.

Veja também: Alterar dados bancários para restituição de IR

Top