Análise encontra chumbo em 400 batons nos EUA

Uma recente análise realizada pelas autoridades dos Estados Unidos, revelou que os 400 batons mais comercializados no país possuem em sua composição níveis altíssimos…

Por Editorial MDT em 22/02/2012

Imagem: (Foto Divulgação)

Uma recente análise realizada pelas autoridades dos Estados Unidos, revelou que os 400 batons mais comercializados no país possuem em sua composição níveis altíssimos de chumbo. De acordo com o Washington Post, a questão sobre a quantia de substâncias químicas nos cosméticos são é novidade, mas a escala do conteúdo descoberto foi superior a outros levantamentos já realizados.

Cinco batons da L’Oréal e da Maybelline, marcas da L’Oréal americana, estavam entre os 10 produtos mais contagiados, de acordo com a agência de vigilância sanitária do país (FDA). E mais, dois cosméticos da Nars, dois da Cover Girl e um da Stargazer também apareceram na lista.

O resultado do teste dos elementos presentes nos produtos instiga a discussão entre os membros da Campanha por Cosméticos Seguros e as autoridades americanas. Há tempos a agência pressiona o governo para que possua regulação no nível de chumbo nos cosméticos.

A vigilância defende que os níveis do elemento descoberto nos batons não conceba risco à segurança dos consumidores, mesmo que as mais atuais análises tenha apresentado quantias superiores ao primeiro.

Os membros da Campanha, por sua vez, afirmam que a vigilância sanitária do país não possui análises científicas que confirmem que de fato o uso do batom não acarrete nenhum dano à saúde dos consumidores, sobretudo, de mulheres grávidas e crianças.

As primeiras ocorrências de chumbo em batons tiveram início em 1990 e, em 2007, os membros da Campanha por Cosméticos Seguros avaliaram 33 batons para provar que eles excediam o limite aceitado pelo vigilância sanitária. A entidade apontou a análise conferição como inválida, já que os batons não são produzidos para consumir, como os doces.

A pesquisadora do Conselho dos Produtos de Cuidado Pessoal, Halyna Breslawec, em entrevista, alegou que o chumbo não é acrescentado pelas corporações. Segundo ela, eles estão presentes nos corantes produzidos com base em minerais que são acatados pela FDA.

Top